04:32 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2160
    Nos siga no

    Um porta-voz da agência federal espacial da Rússia informou nesta terça-feira (29) que um vazamento de ar foi localizado no segmento russo da Estação Espacial Internacional (EEI), mas acrescentou que não há riscos para a tripulação.

    Após as buscas pelo vazamento de ar na Estação Espacial Internacional, o local foi detectado no módulo de serviço Zvezda, onde estão situados equipamentos científicos. O vazamento está localizado no compartimento de trabalho do módulo de serviço.

    A informação da agência chega dias depois que uma fonte do setor espacial revelou que havia um vazamento de ar na EEI e que a intensidade do problema estava aumentando gradualmente.

    "Em setembro, a velocidade do vazamento de ar aumentou mais 2,5 vezes, para 1,4 kg por 24 horas, o que levou a mais um isolamento da tripulação", informou a fonte.

    Um pequeno vazamento de ar foi detectado na EEI em setembro de 2019. No mês passado, a intensidade do evento aumentou, o que fez com que a tripulação tivesse que permanecer isolada no segmento russo por quatro dias, enquanto as escotilhas do módulo eram fechadas para a realização de testes. No entanto, o local exato do vazamento não foi encontrado e a tripulação precisou ficar isolada novamente no segmento russo durante o último fim de semana.

    A tripulação da EEI é formada atualmente pelos cosmonautas russos Anatoly Ivanishin e Ivan Vagner, e pelo astronauta americano Christopher Cassidy.

    Mais:

    Microrganismos perigosos estariam 'comendo' EEI? Cientista responde
    Bactérias são capazes de viajar entre planetas, segundo experimento realizado na EEI
    Detritos espaciais de satélites poderiam destruir EEI, segundo astrônoma
    Tags:
    Roscosmos, Rússia, cosmonauta, astronauta, espaço, Estação Espacial Internacional (EEI)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar