04:25 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    Um sarcófago de pedra calcária e várias estatuetas funerárias ushebti foram descobertas na cidade egípcia de Minya, por uma missão arqueológica do país, liderada por Mostafa al-Waziry, o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito.

    Os artefatos foram encontrados no sítio arqueológico de Gharaifa em Tuna al-Jabal, informou nesta segunda-feira (21) o Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito.

    Waziry disse que o sarcófago de pedra calcária foi retirado de cinco metros de profundidade com várias estatuetas de faiança de ushebti – termo que designa estatueta funerária egípcia que tem como objetivo substituir o falecido na execução dos seus afazeres depois da morte.

    O sarcófago é decorado com cenas que retratam os quatro filhos de Hórus (deus dos céus e dos seres vivos) e se encontra em boas condições, acrescentou, relata Egypt Independent.

    De acordo com Waziry, após exames preliminares, descobriu-se que no sarcófago está uma pessoa chamada Jahouti Umm Hoteb da 26ª dinastia, que ocupava o cargo de supervisor dos tronos.

    Hoteb era filho de Harsa Ist cujo sarcófago foi descoberto na primeira temporada de escavações em 2018.

    Mais:

    Macacos de estimação foram enterrados como 'bebês dormindo' no Antigo Egito; saiba o porquê (FOTOS)
    Restos humanos mais antigos que pirâmides do Egito são descobertos na Sibéria
    Pássaros sacrificados como oferenda aos deuses são encontrados no Egito (FOTOS)
    Tags:
    túmulo, arqueologia, artefatos, civilizações antigas, Egito, sarcófago
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar