23:46 28 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 211
    Nos siga no

    Em uma antiga necrópole perto de Van, cidade no leste da Turquia, foi encontrado o esqueleto de uma criança que tinha em cada um dos seus braços pulseiras com cabeça de dragão.

    A sepultura foi descoberta no ano passado durante uma escavação no castelo de Cavustepe, cerca de 24 quilômetros a sudeste de Van, onde arqueólogos têm explorado uma necrópole de 2.750 anos.

    Antigamente chamada Tushpa, Van era a capital do reino de Urartu, que governou o que agora é a Anatólia Oriental, do século IX a.C. ao século VI d.C.

    A necrópole remonta ao reinado de Sarduri II, que construiu o castelo de Cavustepe no auge do seu poderio.

    Durante escavações, arqueólogos desenterraram sepulturas com grandes quantidades de joias, incluindo colares de prata, dezenas de brincos, um broche de leão e um cinto decorado com personagens mitológicas.

    ​Durante escavações arqueológicas em Van, na Turquia, foi descoberto esqueleto de uma criança com duas pulseiras decoradas com cabeça de dragão no castelo de Cavustepe. Trabalhos continuam na necrópole de 2.750 anos.

    O esqueleto da criança, encontrado com pulseiras no momento da morte, tinha cerca de três anos de idade, foi enterrado com acessórios estonteantes e era certamente um membro da aristocracia urartu, revela agência Anadolu.

    As pulseiras de cobre com cabeça de dragão desenterradas são artefatos únicos descobertos nesta região turca.

    Mais:

    Arqueólogos descobrem no Egito estátuas de divindades dos tempos do faraó Ramsés II (FOTOS)
    Arqueólogos encontram itens da elite política de Moscou dos séculos XIV e XV (FOTOS)
    Arqueólogos descobrem no Egito necrópole com sarcófagos e artefatos excepcionais (VÍDEO)
    Tags:
    dragão, sepulturas, tesouro, artefatos, Turquia, sítio arqueológico, escavação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar