01:39 01 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Mundo e COVID-19 no final de agosto (52)
    0 20
    Nos siga no

    As mortes provocadas pela COVID-19 no mundo ultrapassaram neste sábado (22) a marca de 800.000, dado atingido pouco mais de quatro meses após os primeiros 100.000 óbitos, em 10 de abril.

    Segundo a plataforma da Universidade Johns Hopkins, na noite deste sábado (22) o número de vítimas fatais pelo novo coronavírus somava 802.610. Já os casos confirmados da doença superam 23.110.000. 

    Os países com maior número de casos são Estados Unidos (5.664.736), Brasil (3.582.362), Índia (2.975.701) e Rússia (949.531). 

    Em relação aos óbitos, a lista é encabeçada por EUA (176.317), Brasil (114.250), México (59.610), Índia (55.794) e Reino Unido (41.509). 

    5.900 mortes por dia

    Segundo cálculos da agência Reuters, quase 5.900 pessoas morrem a cada 24 horas por COVID-19 no mundo, o que significa 246 óbitos por hora, ou uma a cada 15 segundos. 

    Nos Estados Unidos, o número de mortes superou 170.000, embora o número de novos casos tenha diminuído em relação a julho.

    Na Índia, segundo país mais populoso do mundo, as mortes por COVID-19 ultrapassaram a marca de 50.000 na última segunda-feira (17), cinco meses após o primeiro óbito pelo coronavírus. 

    No Brasil, segundo boletim do Ministério da Saúde deste sábado (22), foram registrados 892 óbitos pela COVID-19 nas últimas 24 horas e 50.032 casos. Total de óbitos é de 114.250 e de casos de 3.582.362 casos. 

    Tema:
    Mundo e COVID-19 no final de agosto (52)

    Mais:

    Nova face do FMI? Organização retorna à América Latina durante pandemia
    Itália registra 1.071 casos diários de COVID-19 pela primeira vez desde maio
    São Paulo registra 13.284 novos casos de COVID-19
    Tags:
    doença, saúde, casos, mortes, Índia, EUA, Brasil, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar