07:19 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    160
    Nos siga no

    Buracos negros intrigam cientistas há décadas e alguns acreditam que um poderia ser criado na Terra no futuro, desafiando teoria de Einstein.

    A teoria da relatividade foi publicada pelo físico alemão Albert Einstein há mais de um século, com intuito de aprimorar a lei da gravitação universal do físico britânico Isaac Newton. Uma das implicações astrofísicas da teoria de Einstein é a existência de buracos negros – fenômenos cósmicos em que o espaço e tempo são distorcidos de forma que nem a luz pode escapar.

    Agora, cientistas avaliam a possibilidade de criar artificialmente um branco negro em um acelerador de partículas, o que poderia refutar fundamentos estabelecidos por Einstein.

    Conforme cita o tabloide Express, no canal de YouTube SciShow, dedicado a ciências, o apresentador Hank Green descreve de onde surgiu essa ideia. "A teoria nos diz que a matéria dobra o tecido do espaço-tempo, e quanto mais matéria há em uma região do espaço, mais ela distorce seus arredores e atrai objetos próximos."

    "Enquanto eles [buracos negros] se formam comumente quando enormes estrelas colapsam, eles podem, tecnicamente, formar-se em qualquer momento em que houver matéria o bastante em uma pequena área, então, é possível obter alguns bem pequenos", continua Green.

    Buraco negro perturbando uma estrela passante
    © Foto / NASA / JPL-Caltech
    Buraco negro perturbando uma estrela passante

    O apresentador se refere ao Grande Colisor de Hádrons (LHC, na sigla em inglês), localizado na Suíça, onde diversos experimentos físicos são realizados. Teoricamente, segundo o apresentador, partículas em movimento extremamente rápido e perto umas das outras em um mesmo local podem agir como uma grande quantidade de massa e ser o suficiente para formar buracos negros.

    "Já sabíamos que a teoria [de Einstein] apresentava problemas – é muito boa em fazer muitas previsões, mas tecnicamente também prevê que deveria ser possível que lugares tenham densidade infinita e sabemos que não é o caso", afirmou o apresentador.

    Green considera que atualmente a teoria da relatividade é parcialmente verdadeira, mas existe uma teoria mais correta ainda desconhecida.

    Mais:

    Estrela 'dança' em volta de buraco negro comprovando que Einstein tinha razão (VÍDEO)
    Cientistas descobrem origem de 'blanetas', corpos celestes que orbitariam buracos negros
    Astrônomos encontram buraco negro 19 milhões de vezes maior que Sol
    Tags:
    Física, buraco negro, ciência, teoria, Albert Einstein
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar