15:54 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    162
    Nos siga no

    Os tubos de lava, também conhecidos como pirodutos, são túneis naturais sob a superfície dos planetas, que se encontram tanto na Terra, como na Lua e em Marte.

    Os tubos de lava na Lua são bons candidatos a assentamentos humanos, devido ao seu tamanho, alcance e relativa preservação, concluíram pesquisadores após analisarem estas estruturas na Lua, em Marte e na Terra. O estudo foi publicado em 20 de julho na revista Earth-Science Reviews.

    A equipe italiana de pesquisadores comparou imagens 3D de tubos de lava colapsados e intactos na Terra com todas as imagens de satélite disponíveis destas estruturas em Marte e na Lua.

    Segundo o coautor do estudo, Riccardo Pozzobon, da Universidade de Padova, Itália, enquanto os tubos de lava da Terra podem atingir um tamanho máximo de 40 metros de altura e de largura, "similares a um túnel de autoestrada muito grande", em Marte eles podem atingir até 400 metros de diâmetro.

    Os tubos de lava da Lua podem ser ainda maiores, com estruturas lunares possivelmente variando de 500 a 900 metros de largura, observam os cientistas.

    As estruturas lunares são também potencialmente mais adequadas para possíveis colônias do que as de Marte, pois estariam mais intactas e seriam estruturalmente mais sólidas do que as do Planeta Vermelho, disse a equipe.

    Assim, os túneis gigantescos da Lua e de Marte podem de fato representar locais sólidos para os humanos virem a habitar, possuindo algumas grandes vantagens em relação às superfícies marciana e lunar. Estes túneis podem proteger bem da radiação solar e do bombardeio de meteoros. Além disso, possuem alguns produtos químicos voláteis úteis no seu interior, bem como gelo de água.

    Possibilidade de viver fora da Terra

    Embora ainda seja pouco provável organizar condições de vida adequadas nesses locais, é possível criar neles assentamentos "seja para hospedar humanos ou para armazenar equipamentos", apontou Pozzobon ao portal Live Science. No entanto, existem alguns desafios.

    "Ainda que um tubo de lava possa fornecer um abrigo contra eventos térmicos, radiação e microimpactos, ele não é facilmente acessível, as rochas basálticas de seu interior podem ser cortantes e o terreno muito irregular", explicou o coautor. "Por isso, os desafios de engenharia de instalar habitats infláveis dentro de túneis tão impressionantes são muito grandes e requerem estudos muito detalhados".

    Apesar de tudo, a exploração direta do subsolo continua sendo necessária e parece que são precisamente os tubos de lava lunar, e potencialmente os de Marte, se os estudos comprovarem a sua existência, que podem fornecer um lugar para um possível assentamento humano fora de nosso planeta, observou a equipe.

    Mais:

    Túnel subterrâneo? NASA descobre 'precipício sem fundo' em superfície de Marte (FOTOS)
    Quando chão se abre: idoso morre ao cair em tubo de lava no jardim de casa no Havaí
    Nobel de física: 'Os humanos não poderão migrar para fora do Sistema Solar'
    Tags:
    Live Science, Itália, Marte, Lua, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar