00:07 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    A busca de vida no espaço sideral tipicamente se concentra na zona habitável, ou seja, na área em torno de uma estrela em que um planeta que a orbita pode ter água líquida.

    Equipe de pesquisadores liderada pelo astrobiólogo Stephen Kane, da Universidade da Califórnia em Riverside, tem estado analisando um sistema próximo chamado TRAPPIST-1, que tem três planetas semelhantes à Terra em sua zona habitável.

    "Isso me fez pensar sobre o número máximo de planetas habitáveis que uma estrela pode ter e por que nossa estrela só tem um. Não me parece justo", disse dr. Kane.

    Em seu estudo publicado na Astronomical Journal, os cientistas elaboraram um sistema modelo no qual fizeram simulações de planetas de diferentes tamanhos orbitando suas estrelas.

    Um algoritmo calculou as forças gravitacionais e ajudou a testar como os planetas interagiam uns com os outros ao longo de milhões de anos.

    Imagem visualizada do sistema TRAPPIST-1
    © NASA .
    Imagem visualizada do sistema TRAPPIST-1

    Pesquisadores descobriram que algumas estrelas poderiam abrigar até sete planetas habitáveis, e que uma estrela semelhante ao nosso Sol poderia potencialmente ter seis planetas com água líquida.

    "Mais de sete, e os planetas ficariam muito próximos uns dos outros e desestabilizariam as órbitas uns dos outros", comentou Kane.

    Além disso, os cientistas supõem que Júpiter, com sua massa 2,5 vezes superior à de todos os outros planetas do Sistema Solar juntos, limita a habitabilidade do nosso sistema.

    "[Júpiter] tem um grande efeito na habitabilidade do nosso Sistema Solar porque é massivo e perturba outras órbitas", concluiu o astrobiólogo.

    Atualmente são conhecidas poucas estrelas que têm vários planetas em suas zonas habitáveis.

    Mais:

    Descobertos 17 novos exoplanetas, um deles é potencialmente habitável (FOTO)
    NASA descobre população oculta de anãs marrons gigantes em torno do Sistema Solar
    Exoplaneta mil vezes maior que a Terra é descoberto de forma inédita na Via Láctea
    Tags:
    Terra, Júpiter, astronomia, mundo extrassolar, habitável, Sistema Solar, exoplanetas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar