20:01 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1140
    Nos siga no

    O efeito acontece quando uma pequena tentativa de mudar o passado não só tem sucesso, como reverbera de forma exponencial e imprevista no futuro.

    Uma eventual viagem no tempo não seria tão perigosa para potenciais aventureiros, pelo menos no mundo quântico, pois o conhecido "efeito borboleta", em que uma pequena mudança no passado afetaria o futuro em cascata de uma forma imprevisível, não foi confirmado, segundo um comunicado de cientistas que estudaram o fenômeno através de simulações.

    Os pesquisadores do Laboratório Nacional Los Alamos, EUA, relataram ter usado um computador quântico com um processador IBM-Q, que Nikolai Sinitsyn, físico teórico na instituição e coautor do trabalho, afirma reproduzir bem a experiência.

    Os resultados, detalhados em estudo publicado na revista Physical Review Letters, demonstraram que causar um dano local pequeno no passado dentro do ambiente quântico causa um dano local pequeno no presente desse universo. Mais surpreendente ainda foi que uma tentativa de viajar para um passado ainda mais remoto trouxe ainda menos mudanças, o mesmo acontecendo com mundos maiores.

    "Assim, podemos realmente ver o que acontece com um mundo quântico complexo se viajarmos no tempo, acrescentarmos pequenos danos e voltarmos. Descobrimos que nosso mundo sobrevive, o que significa que não há efeito borboleta na mecânica quântica", diz Sinitsyn.

    As descobertas também significam que uma informação no computador pode ser ocultada e conservada convertendo seu estado para um diferente, especula Bin Yan, pós-doutorado no Centro de Estudos Não Lineares do Laboratório Nacional Los Alamos e coautor da pesquisa.

    O "efeito borboleta" foi descrito pela primeira vez em uma história de ficção científica de 1952, chamada "Um Som de Trovão", do autor norte-americano Ray Bradbury, em que um dos viajantes do tempo no período pré-histórico se afasta da trilha deixada pelos viajantes e pisa em uma borboleta, o que provoca mudanças inesperadas quando regressa ao seu tempo.

    Mais:

    'Chave' para construir máquina do tempo pode ter sido encontrada
    Stephen Hawking teria proposto para NASA uso de buraco negro como máquina do tempo
    Viajar acima da velocidade da luz e voltar no tempo: realidade ou ficção científica?
    Experimento quântico indica que viagem no tempo é possível
    Tags:
    EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar