18:40 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    Uma nuvem misteriosa, muito fina e longa, voltou a pairar sobre o vulcão marciano Arsia Mons, de 20 mil metros de altitude.

    A nuvem é feita de gelo de água, porém, apesar da aparência, não é uma nuvem relacionada à atividade do vulcão, informa a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês). Na verdade, o fenômeno se forma à medida que o fluxo de ar é influenciado pela inclinação a sotavento do vulcão.

    Nuvem paira sobre o vulcão marciano Arsia Mons
    Nuvem paira sobre o vulcão marciano Arsia Mons

    As imagens da nuvem, que pode atingir 1.800 quilômetros de comprimento, foram capturadas em 17 e 19 de julho pela Visual Monitoring Camera (VMC, na sigla em inglês) da sonda Mars Express, que tem permanecido em órbita do Planeta Vermelho ao longo dos últimos 16 anos.

    "Temos investigado esse intrigante fenômeno e esperávamos ver uma nuvem deste tipo se formando nesse momento, afirmou Jorge Hernandez-Bernal, da Universidade do País Basco (Espanha) e principal autor do estudo em andamento.

    O especialista agregou que a nuvem se forma a cada ano marciano durante a estação do solstício do sul - quando o Sol está na posição mais meridional do céu marciano - e "se repete durante 80 dias ou mais".

    Além disso, os pesquisadores apontam que a Mars Express está em "uma posição privilegiada" para reunir e proporcionar informação crucial sobre este fenômeno.

    "A extensão desta enorme nuvem não pode ser vista se a câmera tiver apenas um campo de visão estreito, ou se estiver observando apenas durante a tarde", detalhou Eleni Ravanis da missão de observação, que trabalha com a câmera VMC.

    "Felizmente para a Mars Express, a órbita altamente elíptica da sonda, junto com o amplo campo de visão da VMC, nos permite capturar fotos que cobrem uma ampla área do planeta de manhã cedo. Isso significa que podemos pegá-la", salienta Ravanis.

    A sonda Mars Express foi lançada em 2 de junho de 2003 no cosmódromo de Baikonur pelo foguete russo-europeu Soyuz-Fregat.

    Mais:

    Erupção de vulcão no Alasca teria provocado queda da República Romana antiga, diz estudo
    Hubble capta incrível nuvem rosa, berçário de estrelas a 160 mil anos-luz da Terra (VÍDEO)
    Ondas gigantes de areia são detectadas em movimento na superfície de Marte
    Tags:
    Agência Espacial Europeia (ESA), vulcão, nuvem, ciência, espaço, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar