03:42 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 60
    Nos siga no

    A distância entre Marte e a Terra torna pouco prático enviar vídeos de alta qualidade a partir do Planeta Vermelho. Dessa forma, um usuário do YouTube usou imagens estáticas em 4K da NASA e criou um slideshow.

    O canal no YouTube Britain's ElderFox Documentaries publicou imagens de Marte com uma resolução nítida e de alta qualidade.

    O vídeo é essencialmente a apresentação em sequência de uma série de fotos tiradas ao longo dos anos pelos três robôs da agência espacial norte-americana NASA: Curiosity, Spirit e Opportunity.

    Cada slide foi montado a partir de várias imagens para criar a impressão de que a câmera está percorrendo a paisagem sem vida, algo descrito pelo narrador como sendo a "mais realista experiência de estar em Marte."

    A paisagem de Glen Torridon, a área rochosa rica em argila visitada pelo Curiosity, por exemplo, contém 1,8 bilhão de pixels e foi feita a partir de mais de mil imagens diferentes capturadas pelo robô da NASA durante uma semana em 2019. O criador do vídeo considera esse "o maior mosaico já montado".

    Como explica o narrador, embora as câmeras estivessem entre as melhores da humanidade na época em que os robôs foram lançados, os dados são enviados de volta à Terra em uma velocidade que dificulta a transmissão de vídeos, quatro quilobytes por segundo.

    "Quando o robô consegue se conectar ao Orbitador de Reconhecimento de Marte, obtemos velocidades mais favoráveis de dois megabytes por segundo. No entanto, esta ligação só está disponível durante cerca de oito minutos a cada Sol, ou dia marciano [ligeiramente maior que um dia terrestre]", explica o narrador.

    "Como seria de esperar, enviar vídeo em alta definição a essas velocidades demoraria muito, muito tempo. Como nada realmente se move em Marte, faz mais sentido tirar e enviar imagens de volta."

    Há fragmentos pretos visíveis em algumas das imagens, marcando as áreas que não foram fotografadas pelos robôs da agência espacial.

    O céu marciano, que é bastante avermelhado e nebuloso, parece variar de amarelo a azul, o que seria o resultado da coloração das imagens para ajudar os geólogos a identificar formações rochosas.

    Fontes das imagens

    Do tamanho de um carro, o Curiosity é o único robô da NASA que ainda opera em Marte. Spirit e Opportunity, os gêmeos que descobriram evidências de que o planeta já teve água corrente, foram declarados "mortos" em 2011 e 2019, respectivamente, depois de ficarem presos em tempestades de areia e poeira.

    A NASA quer lançar outro rover, chamado Perseverance, na próxima quinta-feira (30). A sonda será acompanhada pelo Ingenuity, o primeiro helicóptero a tentar voar em outro planeta, que será usado para fornecer as coordenadas de lugares interessantes para o Perseverance.

    Devido à fina atmosfera marciana, as lâminas do helicóptero terão de realizar até 2.400 rotações por minuto, em comparação com as 500 rotações dos helicópteros na Terra.

    Mais:

    O que está por trás da falta de vida em Marte? (FOTO)
    Moléculas de 4 bilhões de anos são descobertas em meteorito de Marte (FOTOS)
    Cientistas da NASA descobrem buraco incomum em Marte (FOTOS)
    Túnel subterrâneo? NASA descobre 'precipício sem fundo' em superfície de Marte (FOTOS)
    Tags:
    Spirit, Curiosity, YouTube, NASA, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar