01:45 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    Uma equipe de arqueólogos encontrou 27 tumbas e muitos objetos de mais de 2.000 anos enquanto escavavam no ponto de partida da Rota da Seda na província de Xianxim, no noroeste da China.

    A descoberta corresponde ao período da dinastia Han, que governou o território entre 202 a.C. e 220 d.C., considerado a "idade do ouro" da história chinesa.

    Quatro das tumbas são de grande escala e, devido às características, os especialistas acreditam que pertenciam a personagens importantes da época.

    ​Um grupo de antigas tumbas datadas da dinastia Han (202 a.C.–220 d.C.) foi descoberto em Xian, na província de Xianxim no noroeste da China, disse um arqueólogo na segunda-feira. Mais de 2.200 peças de roupa de jade também foram encontradas.

    Na tumba maior foram encontradas 2.200 peças de jade e diversas figuras de cerâmica. Após a restauração dos objetos e de estudo do local, os especialistas poderão encontrar informações valiosas sobre os costumes funerários daquela época.

    A Rota da Seda foi estabelecida durante o tempo da dinastia Han, sendo originada em Xian, que se converteu em uma das capitais históricas do país.

    O local também é conhecido por concentrar guerreiros e cavalos de terracota de tamanho real ao seu redor, vinculados ao imperador Qin Shi Huang.

    Mais:

    Arqueólogos descobrem milhares de antigos artefatos do período romano na Grécia (FOTOS)
    Arqueólogos descobrem na Turquia igreja subterrânea do Império Bizantino (VÍDEO)
    Descobertas 10.000 relíquias de ouro da dinastia Ming na China (FOTOS)
    Tags:
    China, descoberta, arqueólogos, arqueólogo, arqueologia, tumbas, tumba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar