15:03 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2270
    Nos siga no

    A teoria prevalente até hoje era de que o delta do Nilo foi conquistado pelos hicsos, os "invasores de uma raça obscura", e não por uma gradual tomada de poder por imigrantes ao longo de séculos.

    A liderança dos hicsos, que governaram partes do Egito entre 1638 a.C. e 1530 a.C., começou não através de uma força invasora, como se acreditava até agora, mas devido a uma revolta da população imigrante, conclui um estudo publicado na revista científica PLOS ONE.

    Segundo relata o portal Science Alert, citando os autores da pesquisa, a classe governante foi afastada do poder no norte do país e ficou limitada ao sul não por conta de invasões, mas por uma tomada de poder que demorou anos.

    "[...] Esta pesquisa apoia a teoria de que os governantes hicsos não eram de um lugar unificado de origem, mas asiáticos ocidentais, cujos ancestrais se mudaram para o Egito durante o Reino do Meio, viveram lá por séculos, e depois conseguiram governar o norte do Egito", afirmam os cientistas.

    De acordo com as novas pesquisas realizadas em restos humanos de hicsos e locais, o Egito tinha sofrido um influxo de pessoas da Ásia Ocidental durante o Império Médio, que durou entre cerca de 2055 a.C. e 1650 a.C.

    Os pesquisadores compararam as quantidades de estrôncio ao longo do rio Nilo e confirmaram uma maior população no delta, no norte do país, o que sugere que "o delta do Nilo do nordeste [do Egito] representava um centro multicultural muito antes do domínio dos hicsos".

    Segundo o estudo, a maior parte da população dessa área era estrangeira, com "mais documentação de homens com nomes egípcios se casando com mulheres com nomes não egípcios do que o contrário".

    Segundo nota a mídia, outras pesquisas de arqueólogos têm questionado a ideia original, afirmando que essa antiga versão foi distorção feita pelos faraós, que recuperaram a terra após mais de um século.

    Os historiadores antigos descreveram os hicsos como "invasores de uma raça obscura", mas alguns arqueólogos suspeitam que se tratava de "fake news", ou velha propaganda. Na verdade, os hicsos provavelmente subiram ao poder de forma lenta e pacífica, trazendo tecnologia como o cavalo e a carruagem junto com eles.

    Mais:

    Descoberta pode desvendar mistério do sumiço de Cleópatra (FOTO)
    Monumento ritual de 8.000 anos com artefatos egípcios descoberto em oásis na Arábia Saudita (FOTOS)
    Câmara oculta no túmulo de Tutancâmon poderia abrigar rainha Nefertiti, revelam cientistas
    Como 'bombardeio cósmico' poderia resolver mistério da Grande Pirâmide de Gizé?
    Scanner a infravermelhos revela tatuagens figurativas em múmias do Antigo Egito
    Tags:
    Oriente Médio, Ásia Ocidental, Delta do Nilo, Nilo, Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar