15:41 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    3210
    Nos siga no

    Pesquisadores descobriram um novo tipo de bactéria que se alimenta de metal, concretamente, de manganês.

    O metal é um dos elementos mais abundantes na Terra, com cientistas prevendo há mais de um século a existência de micróbios que se alimentam desse metal como fonte de combustível. Agora, pesquisadores encontraram essa bactéria, de acordo com um estudo publicado pela Nature.

    "Estas são as primeiras bactérias encontradas que usam manganês como fonte de combustível", afirmou Jared Leadbetter, um dos autores do estudo do Instituto de Tecnologia da Califórnia (EUA), em um comunicado. "Um aspecto maravilhoso dos micróbios na natureza é que podem metabolizar materiais aparentemente incomuns, como metais, produzindo energia útil para as células."

    Os pesquisadores salientam que a bactéria oxida o manganês, ou seja, remove o metal dos elétrons, o tornando escuro. A oxidação é aproveitada para converter dióxido de carbono em biomassa, em um processo conhecido como quimiossíntese, permitindo o crescimento da bactéria, divulga o portal Newsweek.

    Cientistas já tinham conhecimento de que bactérias e fungos oxidam o manganês, contudo, até o último estudo, ninguém tinha demonstrado que isso poderia alimentar o crescimento desses organismos.

    A descoberta desta bactéria aconteceu por acaso. Leadbetter, professor de microbiologia ambiental, conduzia outra pesquisa com uma forma de manganês semelhante a giz.

    Bactéria patogênica Vibrio vulnificus
    © Foto / Domínio público / CDC / James Gathany
    Bactéria patogênica Vibrio vulnificus

    Certa vez, antes de deixar seu escritório na instituição norte-americana, Leadbetter deixou um frasco de vidro coberto com esta forma de manganês em uma pia para absorver água da torneira.

    Após seu retorno, o pesquisador ficou surpreendido ao perceber que o frasco estava coberto com uma substância preta.

    Testes identificaram que a substância era, de fato, manganês oxidado, que é comumente encontrado na natureza. O metal em si nunca é encontrado como elemento sozinho na natureza, mas é geralmente combinado com ferro ou encontrado em outros minerais.

    Os pesquisadores concluíram que o manganês foi oxidado por uma bactéria recentemente descoberta, chamada de Candidatus Maganitrophus noduliformans, que provavelmente veio da água da torneira.

    Os resultados podem ajudar a desvendar mistérios relacionados à formação de estranhas bolas metálicas de manganês - algumas tão grandes quanto uvas - que foram identificadas no fundo marinho de muitas partes do planeta.

    A equipe especula que semelhantes micróbios podem ter tido um importante papel na formação dessas bolas, que se tornaram objeto de interesse da indústria de mineração por possuírem muitos metais raros.

    Mais:

    Próxima pandemia pode ser provocada por 'micróbios da Era do Gelo' devido a derretimento do Ártico
    DNA de micróbio 'imortal' poderia guardar informações para alienígenas e humanos do futuro
    Descobrem bactéria em mar profundo com metabolismo nunca antes visto
    Tags:
    metais, micróbios, pesquisa, ciência, bactérias
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar