05:47 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    4381
    Nos siga no

    Cientista russo explica por que seres humanos dificilmente poderiam viver na Lua ou em Marte.

    Seres humanos dificilmente poderiam viver na Lua ou em Marte dado o alto nível de radiação e irradiações galácticas presentes na superfície destes locais, disse o pesquisador da Academia de Ciências da Rússia Vyacheslav Shurshakov.

    "Do ponto de vista da radiação presente no Sistema Solar, tirando a Terra, não há nenhum outro lugar habitável para o homem. A Terra é nossa nave espacial", disse Shurshakov. "Temos a atmosfera e o campo magnético que nos protege das erupções solares e irradiações galácticas."

    De acordo com o cientista, a dose de radiação que uma pessoa receberia na superfície lunar seria 400 vezes superior àquela que recebe na Terra.

    "Em Marte, a dose de radiação seria 1,5 vezes menor que na Lua. Mas, tanto em Marte quanto na Lua, existem irradiações galácticas, que têm efeito deletério na saúde humana", notou.

    Quando perguntado sobre planetas fora do Sistema Solar nos quais os seres humanos poderiam habitar, Shurshakov disse que, em primeiro lugar, devemos investigar se há campo magnético nesses locais.

    Imagem da Lua
    © Foto / Pixabay / Ponciano
    Imagem da Lua

    "A magnetosfera cria um escudo protetor. Caso ele não esteja presente, a atmosfera será esvaziada pela estrela mais próxima, com todas as consequências negativas resultantes para os organismos vivos" disse.

    Mais:

    O que está por trás da falta de vida em Marte? (FOTO)
    VÍDEO mostra raio de luz viajando entre Terra e Marte
    Planeta místico: o que se vê na superfície de Marte?
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar