16:08 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Situação do mundo com COVID-19 em meados de junho (50)
    130
    Nos siga no

    Em poucas horas, os pesquisadores encontraram amostras do vírus em quase metade dos locais avaliados de um hospital.

    Um estudo realizado pela Universidade de Londres (Reino Unido) e o hospital Great Ormond Street revelou o quão rápido o DNA de um vírus se propaga nas superfícies de um centro hospitalar. Os resultados foram publicados na revista Journal of Hospital Infection.

    O objetivo da pesquisa era simular de maneira segura como o vírus responsável pela COVID-19 poderia se propagar nos hospitais. Para este fim, replicaram artificialmente uma seção de DNA de um vírus que infecta somente as plantas, agregando uma pequena concentração de água semelhante às amostras respiratórias de pacientes com coronavírus.

    Os pesquisadores iniciaram o experimento colocando a amostra preparada no corrimão de uma cama. Após dez horas, já havia se espalhado por 41% dos locais avaliados do setor hospitalar.

    Foram encontrados vestígios em corrimões, maçanetas e apoios de braço de uma sala de espera e em objetos para crianças em uma sala de jogos. Depois de três dias, os lugares contaminados aumentaram 52% e, no quinto dia, caíram 41%.

    "Nossa amostra foi inoculada uma só vez em um só lugar e se espalhou através do toque das superfícies pela equipe, pacientes e visitantes. Contudo, uma pessoa com SARS-CoV-2 espalhará o vírus em mais de um local ao tossir, espirrar e tocar em superfícies", explicou a autora principal do estudo, Lena Ciric.

    Neste sentido, a pesquisadora reiterou que esta pesquisa mostra o "importante papel" que as superfícies representam na transmissão de um vírus e a relevância de manter uma boa higiene das mãos, assim como rotinas de limpeza, por serem a "primeira linha de defesa contra o SARS-CoV-2.

    Tema:
    Situação do mundo com COVID-19 em meados de junho (50)

    Mais:

    Buenos Aires solicita ajuda à Rússia no combate ao coronavírus
    Cientistas detectam 6 subtipos do novo coronavírus que já se espalharam pelo mundo
    FOTOS de satélite sugerem que coronavírus pode ter atingido China muito antes do que se pensava
    Tags:
    vírus, pandemia, pesquisa, Reino Unido, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar