14:26 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 90
    Nos siga no

    Na Itália, pesquisadores mapearam uma cidade romana inteira usando um avançado radar de penetração no solo (GPR, na sigla em inglês).

    Uma equipe composta por pesquisadores da Universidade de Ghent (Bélgica) e Universidade de Cambridge (Reino Unido) conduziu a primeira pesquisa com a tecnologia de georadar de uma cidade romana completa, Falerii Novi, localizada a 48 quilômetros de Roma, na atual região de Lazio, revela a Newsweek.

    A técnica usada pelos pesquisadores revelou toda a configuração da cidade - que continua debaixo da terra - incluindo um complexo termal, um mercado, um templo, um grande monumento público e até mesmo um grande sistema de dutos de água: tudo isso foi revelado sem a necessidade de escavações, de acordo com o estudo publicado na edição Antiquity.

    Mapa de Falerii Novi criado através de radar de penetração de solo
    Mapa de Falerii Novi criado através de radar de penetração de solo

    Os pesquisadores afirmam que as pesquisas por meio de georadares (GPR, na sigla em inglês) poderiam "revolucionar" os estudos de antigas áreas urbanas, especialmente aquelas que são grandes demais para serem escavadas, ou que se encontram debaixo de modernas estruturas.

    "O GPR é apenas uma antena de radar que envia sinais de rádio pulsados para o solo e escuta seus ecos. Existe na arqueologia por aproximadamente 20 anos, porém, tem sido usado em uma escala muito pequena", afirma à Newsweek Martin Miller, um dos autores do estudo.

    Apesar desta tecnologia já existir há anos, recentes avanços estão permitindo aos pesquisadores investigarem grandes áreas com uma resolução superior à de anteriormente.

    "A principal descoberta é que podemos mapear uma cidade inteira com grande detalhe sem escavar. A qualidade das imagens de alta resolução que esta tecnologia produz me surpreende [...], comentou o pesquisador.

    Um dos benefícios desta tecnologia é revelar como um povoado evoluiu ao longo do tempo, criando imagens das diferentes profundidades do solo.

    Falerii Novi foi primeiramente ocupada em 241 a.C. e sobreviveu até aproximadamente 700 d.C. Apesar da cidade se encontrar debaixo da terra, tem sido estudada por arqueólogos com métodos não invasivos ao longo de décadas.

    Mais:

    'Cemitério de navios' de 2.500 anos revela 'história oculta' do Império Romano
    Âncora helênico-romana de 2.300 anos dedicada a Afrodite é resgatada do fundo do mar (VÍDEO)
    Relíquia alucinógena? Encontrada maconha milenar em templo de Israel (FOTO)
    Tags:
    pesquisa, radar, Itália, Império Romano, arqueologia, história
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar