14:25 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    3304
    Nos siga no

    Asteroides da classe Aton passam a maior parte da vida dentro da órbita da Terra, e de vez em quando chegam muito perto do nosso planeta, provocando receios de uma colisão iminente.

    O Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra (CNEOS, na sigla em inglês) da NASA informou que o asteroide 2002 NN4, denominado 163348, se aproximará da Terra no dia de 6 de junho.

    O corpo celeste tem entre 250 a 570 metros de comprimento, com base na forma como reflete a luz, e é considerado "potencialmente perigoso" pela NASA devido à distância com que vai passar perto da Terra.

    No entanto, este asteróide é maior que o arranha-céu Empire State Building de Nova York, que tem 443 metros de altura. Esta rocha espacial vai passar pelo nosso planeta a uma distância de cerca cinco milhões de quilômetros.

    Segundo a NASA, o 2002 NN4 é maior que 90% dos asteróides observados, o que faz com que seja analisado com muita atenção, aponta portal SpaceReference.org.

    Em 6 de julho, a rocha espacial se aproximará do nosso planeta a uma velocidade de 11 quilômetros por segundo, sendo esta uma das próximas 30 passagens previstas para as próximas décadas.

    Mais:

    Asteroide que extinguiu dinossauros teria impactado a 'ângulo mortal' contra Terra
    Planetas de sistema estelar distante podem ter 'absorvido' matéria de asteroides e cometas
    Cientistas revelam que corpo celeste se disfarça de 'asteroide troiano'
    Tags:
    Sistema Solar, Terra, NASA, corpo celeste, asteroide
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar