04:31 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)
    1221
    Nos siga no

    De acordo com um estudo publicado na revista multidisciplinar Frontiers in Public Health, o SARS-CoV-2 é perigoso devido a uma reação exagerada do sistema imunológico à infecção.

    Cientistas chineses sugeriram que, durante a COVID-19, uma das proteínas penetra nas células do epitélio alveolar, causando efeitos tóxicos diretos e uma resposta imune excessiva.

    "Isso estimula uma resposta inflamatória sistêmica, formando uma tempestade de citocinas, que leva a lesões nos tecidos pulmonares", lê-se no artigo.

    "Em casos graves, a doença pode ocasionar síndrome do desconforto respiratório agudo, choque séptico, acidose metabólica, disfunção de coagulação e síndromes de disfunção de múltiplos órgãos. Pacientes com COVID-19 grave têm uma taxa de mortalidade relativamente alta", complementa.

    Equipe médica realiza exame de raio-X em paciente com COVID-19, em uma UTI de Guarulhos, São Paulo.
    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Equipe médica realiza exame de raio-X em paciente com COVID-19, em uma UTI de Guarulhos, São Paulo.

    Os autores da publicação citaram como exemplo as estatísticas segundo as quais 67,3% dos pacientes graves com COVID-19 desenvolvem síndrome respiratória aguda grave, quase 29% relatam danos agudos nos rins ou no fígado e 23,1% apresentam lesões no coração.

    Segundo dados recentes, o número total de pessoas infectadas no mundo ultrapassou 4,2 milhões, das quais mais de 293 mil morreram.

    Tema:
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)

    Mais:

    'Taxa de mortalidade por COVID-19 na Rússia é 7,4 vezes abaixo da média global', diz vice-premiê
    Representante da OMS explica alta taxa de mortalidade do coronavírus na Itália
    Especialista explica o porquê de baixa mortalidade pela COVID-19 na Alemanha
    Tags:
    sistema imunológico, anticorpos, mortalidade, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar