14:10 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 e o mundo no início de maio (100)
    1 0 0
    Nos siga no

    Considera-se também a possibilidade de acrescentar uma função de rastreamento de contatos via Bluetooth.

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) planeja lançar neste mês um aplicativo que permitirá às pessoas em países com poucos recursos avaliarem se estão ou não infectadas com o novo coronavírus, informa Reuters.

    O aplicativo perguntará ao usuário sobre seus sintomas e oferecerá orientações sobre a possibilidade de ter contraído o coronavírus. O app também proporcionará outras informações personalizadas de acordo com o país do usuário, como onde e de que maneira é possível realizar os testes, explicou Bernardo Mariano, diretor de informações da OMS.

    Além disso, considera-se a possibilidade de acrescentar uma função de rastreamento de contatos via Bluetooth.

    A OMS disponibilizará globalmente uma versão nas lojas de aplicativos, além de possibilitar que cada governo use a tecnologia subjacente do app, adicionando recursos ou desenvolvendo sua própria versão.

    Os especialistas esperam que a plataforma digital atraia a atenção de países na América do Sul e África, onde o número de casos está aumentando e onde, provavelmente, exista um déficit de tecnologias e engenheiros necessários para desenvolver programas próprios e realizar testes para a COVID-19.

    "A benefício é realmente para países que não têm nada", afirmou Mariano."Estaríamos deixando para trás aqueles que não são capazes [de prover um aplicativo], que têm sistemas de saúde frágeis."

    Vários países estão intensificando a identificação de contatos de pessoas infectadas, para realizar testes e isolá-las se necessário. Esta medida é considerada vital para reabrir a economia de forma segura, e os aplicativos que automatizarem partes do processo poderão acelerar estes esforços.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 e o mundo no início de maio (100)

    Mais:

    Coronavírus pode afetar e se multiplicar nos neurônios, diz estudo da Unicamp
    Trump diz não acreditar que China vazou coronavírus de propósito
    Empresa de segurança digital desaconselha uso do popular aplicativo Zoom
    Tags:
    pandemia, OMS, aplicativo, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar