22:11 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    10312
    Nos siga no

    Cientistas da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong estão testando um spray desinfetante capaz de destruir 99,9% dos vírus que entram em contato com múltiplas superfícies, assim como o coronavírus.

    Vírus causadores de sarampo, caxumba, rubéola, gripe aviária, H1N1 e outras doenças não seriam capazes de resistir ao spray com revestimento de polímero quando é pulverizado sobre uma superfície.

    O spray funciona sobre superfícies como cimento, madeira, vidro, plástico, tecidos, couro e têxteis sem alterar a aparência delas, segundo a universidade.

    Por isso, ele já está sendo aplicado em superfícies utilizadas em colégios, meios de transporte e outros locais de aglomeração de Hong Kong.

    Micrografia eletrônica colorida de uma célula apoptótica (vermelho) infectada com partículas do vírus SARS-COV-2 (amarelo), também conhecido como novo coronavírus, isolado de uma amostra de paciente. Imagem capturada no Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA (NIAID, na sigla em inglês), em Fort Detrick, Maryland
    © REUTERS / NIAID / Handout
    Micrografia eletrônica colorida de uma célula infectada com partículas do SARS-COV-2

    Entretanto, a eficácia do spray ainda não foi testada contra o tipo de coronavírus que está provocando a pandemia. Porém, demonstrou que elimina de forma efetiva as partículas de calicivírus, que é um tipo de coronavírus felino mais resistente que o SARS-CoV-2.

    Esta característica fornece um grande valor ao produto, já que toda solução que destrua o calicivírus é considerada "um padrão de ouro para eficiência da desinfecção, sendo mais resistente que o coronavírus como responsável da pandemia de COVID-19", cita a universidade.

    Analisando os impactos causados pelo SARS-CoV-2 na China continental e em outras partes do mundo, é possível afirmar que o vírus em Hong Kong teve um impacto moderado.

    Segundo dados oficiais, Hong Kong apresentou pouco mais de mil casos positivos e apenas quatro mortes.

    Mais:

    Em meio ao coronavírus, especialistas militares pressionam UE a aumentar gastos com defesa
    Trump considera adotar testes para coronavírus em voos internacionais
    Eleições parlamentares de 2020 na Romênia podem ser adiadas em função do coronavírus
    Tags:
    Hong Kong, universidade, aerosol, cientistas, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar