12:53 24 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    140
    Nos siga no

    Pesquisadores na Turquia descobriram as primeiras evidências de que um meteorito matou um homem, registradas em três manuscritos oficiais escritos em turco otomano.

    O evento ocorreu no território do atual Iraque, em agosto de 1888, e teve como segunda vítima outro homem que ficou paralisado, publicou a revista Meteoritics & Planetary Science.

    "Embora haja alegações de que pessoas foram atingidas e mortas por meteoritos na história, os registros históricos não provam esse fato até agora", escreveram os pesquisadores.

    Segundo três manuscritos oficiais, encontrados em arquivos estatais, o meteorito "assassino" foi um de vários que caíram na área em um lapso de 10 minutos.

    ​Primeira evidência de morte e ferimento por um meteorito

    "Até onde sabemos, mostramos a primeira prova do evento em que um meteorito atingiu e matou um homem e deixou outro paralisado em 22 de agosto de 1888 em Sulaymaniyah, Iraque, com base em três manuscritos escritos em turco otomano que foram extraídos da Direção Geral de Arquivos do Estado da Presidência da República da Turquia", comunicaram os especialistas.

    Um desses documentos estaria supostamente acompanhado por uma amostra do meteorito, embora os pesquisadores não tenham conseguido encontrá-lo até o momento. De acordo com os arquivos, o impacto danificou algumas culturas e campos.

    Essas descobertas sugerem que ainda existem mais registros históricos que descrevem outros eventos que causaram mortes e ferimentos por meteoritos.

    Mais:

    'Tenho certeza que não era um meteorito': chama misteriosa deixa todo mundo perplexo (FOTOS)
    Proteína essencial à vida é encontrada pela 1ª vez em meteorito
    Meteoritos contam história da água em Marte, segundo cientistas
    Tags:
    objeto interestelar, meteorito, morte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar