14:30 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1150
    Nos siga no

    Arqueólogos alemães conseguiram fazer importantes descobertas na cidade iraquiana de Mossul ao encontrar um palácio assírio e um cômodo do trono do rei assírio Assaradão.

    As descobertas impressionantes foram possíveis devido a um sistema de túneis construídos pelos terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países).

    "Esta é a amarga verdade. Os terroristas causaram uma grande destruição, mas graças a ela, conseguimos fazer certas descobertas", afirmou Peter Miglus, arqueólogo da Universidade de Heidelberg, Alemanha, escreve portal Archaeology News Network.

    Portões do palácio de vários metros de altura com um touro alado e uma grande soleira de pedra
    © Foto / Ali Al-Magasees / Heidelberg University / dpa
    Portões do palácio de vários metros de altura com um touro alado e uma grande soleira de pedra

    Em 2014, os membros do Daesh ocuparam Mossul e explodiram uma mesquita que estava situada em uma colina sobre o túmulo do profeta Jonas. Os terroristas queriam destruir tudo o que consideravam lugares infiéis e onde pudesse haver cultos a outros profetas que não fossem Maomé.

    Parede com inscrições do rei assírio Assaradão, entre 680 e 660 a.C
    © Foto / Ali Al-Magasees / Heidelberg University / dpa
    Parede com inscrições do rei assírio Assaradão, entre 680 e 660 a.C
    Por sua vez, a mesquita tinha sido construída sobre as ruínas de um palácio militar do Império assírio, que dominou a região até aproximadamente 600 a.C. Os membros do Daesh destruíram a mesquita, cavando um sistema de túneis debaixo dos escombros. "Provavelmente procuravam fragmentos arqueológicos do palácio para vendê-los no mercado negro", ponderou Miglus.

    Já em 2017, o Exército iraquiano reconquistou a cidade e o sistema de túneis estava intacto, assim como o caminho para o palácio assírio. Depois da reconquista da cidade, o governo iraquiano permitiu que sítios arqueológicos da região fossem analisados pela equipe de pesquisadores da Universidade de Heidelberg.

    Escadaria para a tribuna no cômodo do trono do palácio do rei assírio Assaradão
    © Foto / Ali Al-Magasees / Heidelberg University / dpa
    Escadaria para a tribuna no cômodo do trono do palácio do rei assírio Assaradão

    Durante várias semanas, arqueólogos realizaram diversas descobertas tais como inscrições e esculturas. No interior do sistema de túneis, acharam o cômodo do trono do rei Assaradão – o maior do Império assírio de 55 metros de comprimento.

    Mais:

    Sarcófagos de sacerdotes de faraós são abertos por arqueólogos no Egito (VÍDEO, FOTOS)
    Adaga romana de 2.000 anos é descoberta por estagiário de arqueologia (FOTOS)
    Arqueólogos encontram flecha viking de 1.500 anos em geleira na Noruega (FOTO)
    Tags:
    Oriente Médio, descoberta, Daesh, arqueologia, arqueólogos, palácio, assírios, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar