15:46 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1220
    Nos siga no

    Embora existam evidências de que os Homo neanderthalensis faziam arte, enterravam seus mortos e tinham tecnologia complexa, acredita-se que eles eram intelectualmente inferiores aos humanos modernos.

    Um antigo fio descoberto em um sítio arqueológico no sudeste da França reacendeu o debate sobre o intelecto dos neandertais. A corda foi descoberta em uma caverna em cima de uma ferramenta de pedra, diz o estudo publicado na revista Nature.

    Segundo a pesquisa, realizada por uma equipe de pesquisadores da França, Espanha e Estados Unidos, o artefato data de 40.000-50.000 anos atrás e é a mais antiga evidência conhecida de fabricação de fios.

    Fotografia de um fragmento de cordão dos neandertais tirada com microscopia digital. O fragmento tem aproximadamente 6,2 mm de comprimento e 0,5 mm de largura.

    O fragmento é um cordão de três camadas feito de casca interna de uma árvore conífera, o que, segundo os cientistas, significa que os humanos arcaicos tinham tecnologia multicomponente e entendiam os conceitos de pares, conjuntos e números.

    A descoberta sugere que os neandertais tinham uma compreensão ecológica detalhada das árvores e de como elas podem ser utilizadas para a produção.

    Os pesquisadores dizem que esta e outras descobertas feitas no passado tornam cada vez mais insustentável a ideia de que os neandertais eram cognitivamente inferiores.

    "Dadas as contínuas revelações da arte e tecnologia neandertais, é difícil ver como podemos considerar os neandertais como algo que não seja cognitivamente igual aos humanos modernos", diz o estudo.

    Mais:

    Encontro sexual mais antigo entre espécies humanas extintas é descoberto
    Pegadas de neandertais subindo vulcão ativo são achadas na Itália (FOTO)
    Encontrado enigmático ancestral do homem
    Tags:
    EUA, Espanha, França, Nature
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar