11:19 26 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Mundo lidando com COVID-19 no início de abril de 2020 (153)
    242414
    Nos siga no

    Alguns técnicos que trabalham na instalação da rede 5G no Reino Unido enfrentaram ameaças físicas e verbais por parte de pessoas, que acreditam que a radiação dos postes de Internet enfraqueça o sistema imunológico.

    O governo britânico manterá negociações com representantes das redes sociais Facebook, WhatsApp, YouTube e Twitter depois que em várias partes do país torres de telefonia móvel foram incendiadas, em meio a uma teoria que vincula as redes 5G com a pandemia do coronavírus, segundo informou neste domingo (5) o jornal The Guardian.

    Ao menos 20 torres de telefonia móvel foram incendiadas ou destruídas nos últimos dias no Reino Unido. Um destes incidentes ocorreu em 4 de abril em Liverpool, cujo prefeito, Joe Anderson, chegou a receber ameaças após qualificar como "estranhos" os rumores sobre a conexão entre a tecnologia 5G com o coronavírus.

    Técnicos que trabalham na instalação das torres também enfrentam ameaças físicas e verbais por parte das pessoas que acreditam que a radiação da tecnologia 5G causa riscos à saúde e enfraquece o sistema imunológico.

    Na terça-feira (7), o gigante tecnológico Google anunciou que eliminará do YouTube qualquer vídeo que difunda a ideia de que existe uma conexão entre 5G e coronavírus.

    Há motivos para entrar em pânico?

    Não existe nenhuma prova de que a rede 5G possa causar sintomas do coronavírus ou prejudicar a saúde de qualquer outra forma.

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) não encontrou provas de que o uso de telefones tenha efeito prejudicial à saúde. Para causar danos a células do corpo humano é necessária uma radiação ionizante muito mais potente, por exemplo, a dos raios gama.

    "[Esta teoria] é uma completa e absoluta mentira, não há sentido: é o pior tipo de notícia falsa", comentou o diretor do Serviço Nacional de Saúde britânico, Stephen Powis.

    Tema:
    Mundo lidando com COVID-19 no início de abril de 2020 (153)

    Mais:

    Porta-aviões da França volta ao porto após suspeita de coronavírus em 40 marinheiros
    Ministra da Saúde do Reino Unido contrai coronavírus
    EUA devem auxiliar suas empresas a rivalizar com Huawei, afirma provedor de 5G americano
    Tags:
    novo coronavírus, pandemia, tecnologia 5G, Reino Unido, 5G, Internet
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar