21:10 29 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Mundo lidando com COVID-19 no início de abril de 2020 (153)
    383
    Nos siga no

    Três hospitais no estado americano de Massachusetts receberam permissão para realizar os primeiros ensaios clínicos do medicamento japonês Avigan, que pode ser usado para tratar a COVID-19, noticiou mídia.

    No final de março, foi relatado que o Japão começou os ensaios clínicos de Avigan, também conhecido como Favipiravir e Favilavir, como tratamento promissor para a pneumonia causada pelo novo coronavírus.

    De acordo com o jornal Boston Globe, citando fontes do meio médico, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) deu na terça-feira (7) permissão para testar uma pequena quantidade do medicamento.

    A agência de notícias japonesa Kyodo, com referências a fontes médicas, relatou anteriormente que o Japão tem agora um estoque de Avigan suficiente para curar a gripe em 2 milhões de pessoas e para tratar a pneumonia causada pelo coronavírus em 700 mil pessoas.

    Pedidos de fornecimento

    O porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, informou anteriormente que considera o fornecimento gratuito do medicamento a outros países para tratar pacientes com pneumonia, dizendo que "pedidos semelhantes foram recebidos de 30 países através dos canais diplomáticos".

    Cientista analisa teste do coronavírus em laboratório em Singapura, 5 de março de 2020
    © REUTERS / Edgar Su
    Cientista analisa teste do coronavírus em laboratório em Singapura, 5 de março de 2020

    O medicamento foi desenvolvido para o tratamento da gripe há seis anos pela companhia farmacêutica Toyama Chemical. No entanto, após terem sido identificados efeitos adversos para grávidas em ensaios posteriores em animais, o remédio foi colocado na lista de medicamentos que podem ser usados por ordem especial do governo se todos os outros não estiverem surtindo efeito. Foi quando médicos chineses descobriram que o remédio é eficaz no tratamento da pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus.

    Segundo os últimos dados da Universidade Johns Hopkins, o número de casos de infecção pela COVID-19 no mundo já ultrapassou 1,4 milhão, registrando mais de 82 mil mortes.

    Tema:
    Mundo lidando com COVID-19 no início de abril de 2020 (153)

    Mais:

    Seriam máscaras realmente eficientes no combate ao coronavírus?
    Medicamento antiparasitário mata coronavírus em 48 horas, revela estudo
    O que torna o novo coronavírus mais mortal que a gripe?
    Tags:
    Japão, EUA, medicamento, tratamento, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar