14:15 21 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    5144
    Nos siga no

    A gigante no ramo da tecnologia anunciou uma mudança para combater a disseminação de notícias falsas. O ícone de uma seta dupla indicará que a mensagem não foi criada por quem a enviou.

    Nesta terça-feira (7), o WhatsApp, o aplicativo de mensagens mais popular no Brasil e no mundo, adotou uma nova política quanto ao compartilhamento de informações em meio a pandemia da COVID-19. Portanto, uma mensagem que não tenha sido criada pela mesma pessoa que irá repassá-la só poderá ser encaminhada a um contato por vez.

    O mensageiro, pertencente ao Facebook, divulga em seu site que também passará a usar um sistema de sinalização de setas duplas, com o intuito de indicar que a mensagem recebida não foi originalmente criada pelo mesmo contato que a enviou.

    "Geralmente, as mensagens encaminhadas muitas vezes podem conter informações falsas e não são tão pessoais quanto as mensagens típicas enviadas pelos seus contatos no WhatsApp. Agora, atualizamos o limite de encaminhamento para que essas mensagens só possam ser encaminhadas para uma conversa por vez", informa o aplicativo no comunicado.

    De acordo com o Whatsapp, o compartilhamento de mensagens entre usuários não é algo negativo. "Entretanto, temos visto um aumento significante na quantidade de mensagens encaminhadas que, de acordo com nossos usuários, podem contribuir para a disseminação de boatos e informações falsas."

    Mais:

    Indiano destrói pintos e ovos avaliados em US$ 800 mil devido a fake news sobre coronavírus
    WhatsApp é acessado por 2 bilhões de usuários em todo o mundo
    Twitter começa luta contra as 'fake news'
    Tags:
    mensagens, aplicativo, fake news, WhatsApp
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar