20:37 12 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    130
    Nos siga no

    Uma equipe de cientistas desvendou o mistério de um "homicídio cósmico", revelando a melhor evidência encontrada até hoje sobre a existência de um buraco negro de classe evasiva.

    O buraco negro de classe evasiva, conhecida como "massa intermediária", é considerado o "elo perdido" em sua evolução, segundo a NASA.

    O autor principal do estudo, Dacheng Lin, da Universidade de Nova Hampshire, com a ajuda de seus colegas, detectou uma potente rajada de raios X, em 2006, porém não conseguiu localizar a fonte para confirmar o que havia ocorrido precisamente.

    Após analisar diversas observações, os pesquisadores encontraram a "vítima", uma estrela errante despedaçada.

    Seguindo as indicações do Observatório de raios-X Chandra, da NASA e do X-ray Multi-Mirror Newton, da ESA, a equipe solicitou a ajuda do telescópio espacial Hubble para localizar o "culpado".

    Ao contar com o apoio dos dois observatórios e do telescópio Hubble, eles identificaram a fonte de raios X como 3XMM J215022.4−055108, um buraco negro que possui 50.000 vezes a massa do nosso Sol, em um aglomerado de estrelas distante e denso em torno de outra galáxia.

    Esse buraco negro é menor que os supermassivos que se encontram nos núcleos das grandes galáxias, porém é maior que os buracos negros de massa estelar formados pelo colapso de uma estrela massiva.

    Dessa forma, os chamados buracos negros de massa intermediária (IMBH, na sigla em inglês) são um "elo perdido" buscado há muito tempo na evolução desse fenômeno estelar.

    Os pesquisadores acreditam que as novas observações são a evidência mais sólida até o momento sobre os buracos negros de massa intermediária. Além disso, a descoberta abre a possibilidade de detectar outros deste tipo.

    "Buracos negros de massa intermediária são objetos muito evasivos, por isso é fundamental considerar cuidadosamente e descartar explicações alternativas para cada candidato. Foi isso que o Hubble nos permitiu fazer por nosso candidato", explicou Lin.

    Mais:

    Jatos de plasma lançados por buraco negro supermassivo são captados por astrônomos (FOTOS)
    Comparação de buracos negros do Universo fará explodir sua imaginação (VÍDEO)
    Buraco negro é flagrado tentando sugar estrela (FOTO)
    Tags:
    cientistas, hubble, telescópio, estudo, buraco negro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar