02:56 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    No Peru, arqueólogos fizeram uma descoberta improvável da cultura Moche em Pampa la Cruz: esqueletos de baleias e tubarões enterrados sob uma plataforma ritual junto às pirâmides do Sol e da Lua.

    A descoberta foi feita pela equipe liderada por Gabriel Prieto, da Universidade da Flórida, EUA. Os arqueólogos examinaram um local antigo no rio Moche, localizado a cerca de 10 quilômetros da costa norte do Peru. A cultura Moche floresceu ali entre os anos 150 e 700 d.C. sem deixar quaisquer evidências escritas.

    Porém os moches deixaram muitas estruturas monumentais, entre as quais pirâmides de 15 níveis. Eram construídas a partir de blocos de argila seca e nelas eram enterrados os nobres e sacerdotes.

    No verão de ano passado, a equipe descobriu uma plataforma de pedra em um penhasco na costa do Pacífico. As referidas plataformas na cultura moche eram utilizadas para realizar cerimônias religiosas.

    Escavações mostraram que a altura desta plataforma era de dois metros. Foi aqui que os arqueólogos descobriram vestígios de um ritual único, sublinham os autores do estudo recém-publicado na revista Archeology.

    ​Sob uma plataforma ritual em Pampa la Cruz, os arqueólogos descobriram esqueletos de tubarões e outros animais marinhos que parecem comemorar as expedições de pesca em alto mar dos antigos peruanos.

    Debaixo da plataforma, Gabriel Prieto com a sua equipe descobriu fósseis de mais de uma dúzia de criaturas marinhas, incluindo nove tubarões e dois atuns. A análise dos ossos e das cavidades onde os animais foram encontrados mostraram que se tratava de enterros.

    Duas tumbas continham ossos de cachalotes-pigmeus. Trata-se de um dos membros mais cautelosos e raros de cetáceos denteados. Os seus corpos estavam colocados como se estivessem nadando para o centro do país, um atrás do outro.

    ​Em Pampa la Cruz, na costa norte de Peru, arqueólogos descobriram enterros de animais marinhos, incluindo duas baleias, por baixo de uma plataforma ritual da época Moche que data dos anos 500 - 750 d.C.

    "Ficamos muito surpreendidos. Pode haver enterros de criaturas marinhas em outras partes da América do Sul, mas ainda não os encontramos. Provavelmente, todos estes animais foram enterrados deliberadamente por pessoas de Pampa la Cruz", disse Gabriel Prieto.

    O achado em Pampa La Cruz é especialmente interessante porque todas as criaturas que foram lá encontradas são habitantes do oceano. A ancestral cultura Moche devia ter feito grandes esforços para, em primeiro lugar, manter os corpos de baleias e tubarões e, depois, levá-los para as pirâmides.

    Mais:

    Revelado verdadeiro propósito da Grande Pirâmide de Gizé, segundo historiador
    Capital perdida de antigo reino maia é descoberta no México (FOTOS)
    Tags:
    baleias, tubarão, cultura, América do Sul, pirâmides, Peru, fósseis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar