14:50 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Coronavírus se espalha pelo mundo (101)
    122
    Nos siga no

    Pesquisadores estão desenvolvendo drone capaz de detectar remotamente temperatura, frequência cardíaca e respiratória, tosse e espirros de pessoas em áreas com risco de transmissão do coronavírus.

    Segundo informa o portal australiano 7news, uma equipe da Universidade da Austrália do Sul, em parceria com a empresa canadense Draganfly, começou a desenvolver um drone para monitorar pacientes com doenças infecciosas respiratórias, incluindo a COVID-19.

    Combater o coronavírus

    Estes "drones pandêmicos" serão equipados com um sensor capaz de monitorar remotamente a temperatura corporal, assim como as frequências cardíaca e respiratória.

    Drones pandêmicos que podem detectar febre subirão ao céu

    Também será capaz de detectar pessoas com sintomas de tosse e espirros em navios de cruzeiro, escritórios, aeroportos, lares de idosos e locais com alto risco de transmissão.

    Catástrofe de saúde pública

    A tecnologia fora originalmente desenvolvida para uso militar em zonas de desastres naturais, bem como para o monitoramento remoto dos batimentos cardíacos de bebês prematuros em incubadoras.

    Mas agora poderia ser vital na luta contra a pandemia do coronavírus, segundo o professor Javaan Chahl, que está liderando o projeto.

    "Constatamos agora a necessidade do seu uso imediato, para ajudar a salvar vidas na maior catástrofe de saúde a que o mundo assistiu nos últimos 100 anos", disse ele.

    Por sua vez, Cameron Chell, diretor-geral da Draganfly, anunciou que a tecnologia estaria disponível para clientes governamentais, médicos e comerciais, não tendo contudo sido adiantada nenhuma data para o início da produção.

    Tema:
    Coronavírus se espalha pelo mundo (101)

    Mais:

    Itália cortou na saúde e já não tem 'armas contra coronavírus', desabafa italiano infectado
    Alemanha adota estratégia sul-coreana no combate ao coronavírus
    Trump: 100-200 mil mortes nos EUA por coronavírus seria um 'bom' resultado
    Tags:
    sintomas, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar