15:39 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    4653
    Nos siga no

    Cientistas britânicos consideram que a perda de olfato total ou parcial pode ser outro dos sintomas do coronavírus que facilitaria a sua detecção, inclusive em pessoas assintomáticas.

    A perda de olfato parcial ou total, denominada anosmia e hiposmia, é outro sintoma que os cientistas britânicos consideram que deve ser tomado em conta na hora de detectar contágios pela COVID-19, que se propaga rapidamente pelo mundo.

    Segundo o estudo realizado pela Associação Britânica de Otorrinolaringologia, existem provas de que um grande número de pessoas contagiadas na China, Coreia do Sul e Itália apresentaram uma perda completa ou parcial do olfato.

    Os pesquisadores asseguram que cada vez mais pacientes com coronavírus demonstram este sintoma. Na Alemanha, dois de cada três pacientes com o vírus apresentaram esta particularidade.

    Atualmente, a equipe está pesquisando mais a fundo estes sintomas, porém, recomendam que a melhor forma de combater a propagação da COVID-19 é o auto isolamento de sete dias para pessoas que percam o olfato de maneira total ou parcial e, desta maneira, reduzir o número de contágio, que em alguns casos provem de pessoas assintomáticas.

    Mais:

    Coronavírus: bancos alemães antecipam recessão econômica
    Oferta dos EUA para ajudar Irã a combater coronavírus é 'estranha', diz líder supremo
    Além de ser mortal, coronavírus poderia esvaziar supermercados no mundo?
    Tags:
    ciência, sintomas, Reino Unido, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar