20:44 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Crocodilos habitam a Terra há aproximadamente 100 milhões de anos devido à sua biologia única reprodutiva, além de suas habilidades parentais, revela estudo.

    Desde seu surgimento, espécies de crocodilos sobreviveram a duas extinções em massa: uma ocorreu há 66 milhões de anos após o choque de um asteroide, quando os dinossauros foram varridos do mapa, e outra há 33 milhões de anos, que dizimou a vida nos oceanos.

    Um estudo publicado pelo Biological Journal of the Ninnean Society, por uma equipe de pesquisadores liderados por Rebecca Lakin da Universidade de Bath (Reino Unido), investigou diversas áreas da biologia dos crocodilos. A equipe analisou mais de vinte espécies de todo o mundo, aprofundando o conhecimento sobre a evolução e capacidades adaptativas destes répteis.

    "Queríamos observar a conexão entre largura e tamanho em crocodilos", revela Lakin à publicação Newsweek. "Esta é uma conexão bem estabelecida em animais de sangue quente desde os anos 1820, mas em animais de sangue frio é menos evidente. Em mamíferos e aves, animais tendem a ser maiores conforme se encontram mais distantes da linha do Equador, porém, estas relações foram confirmadas e negadas em anfíbios, lagartos e tartarugas. Curiosamente, ninguém jamais analisou crocodilos, que foram o principal foco de nosso estudo."

    Entre as muitas descobertas da equipe é que, em geral, pequenas espécies de crocodilos vivem em áreas próximas à linha do Equador, enquanto espécies maiores prevalecem mais distantes. A forma como estes répteis cuidam de suas crias também foi alvo do estudo, revelando uma das características que possibilitou a sobrevivência destes animais.

    "Sabemos que crocodilos e seus ancestrais existem há centenas de milhares de anos, e sobreviveram ao pior que a Terra tinha a oferecer, incluindo a extinção dos dinossauros. Estes resultados sugerem que suas habilidades parentais – que incluem construir um ninho em um local ideal, proteger seus ovos, ajudar seus bebês a chocar e até mesmo alimentar suas crias – podem ser uma razão para que tenham sobrevivido por tanto tempo", comenta a bióloga.

    Mais:

    Crocodilo gigante surpreende turistas ao surgir em rua de Cancun (VÍDEO)
    Verdadeiro 'Parque dos Dinossauros' existiu na Escócia há 170 milhões de anos
    Extinção em massa: surge mais evidência de que asteroide acabou de vez com dinossauros
    Tags:
    evolução, extinção, biologia, crocodilo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar