12:03 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    6210
    Nos siga no

    Participantes do Fórum Econômico Mundial de Davos apresentaram suas visões sobre o futuro do mercado global, indicando algumas das tendências para as próximas revoluções digitais.

    A indústria chinesa de smartphones está alterando por completo o mundo da tecnologia. As vendas da Xiaomi e Huawei continuam crescendo em comparação a empresas já consagradas como a Apple e a Samsung. Esta indústria chinesa está se desenvolvendo a passos acelerados e grande parte deste êxito se baseia em investimentos do governo da China na transformação digital.

    Diferentemente das maiores fabricantes de celulares no Ocidente, as empresas chinesas não precisam pagar concessões de propriedade intelectual ao seu governo quando vendem produtos no mercado local. Para o diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro, Ronaldo Lemos, "os celulares chineses serão os reis".

    "Em 2030, as marcas de celulares mais famosas do mundo serão chinesas e usarão seus próprios sistemas operacionais, reduzindo a metade o espaço do mercado Android", comenta Ronaldo Lemos em uma entrevista ao portal Technologyreview.es.

    Inegavelmente, os gigantes da tecnologia chineses têm abocanhado parcelas cada vez maiores de mercados de todo o mundo, ganhando popularidade muito além da Ásia, que por si só representa bilhões de consumidores. Marcas como Huawei e Xiaomi se distanciam de uma fama anterior de produtos de baixa qualidade, ainda assim reduzindo o preço e democratizando o uso de celulares e conectividade.

    Mais:

    EUA apelam a União Europeia para usar 5G de concorrentes da Huawei
    EUA cogitam restringir acesso da Huawei à tecnologia de chips
    Irá Google se arrepender de ter rompido com Huawei?
    Tags:
    Davos, tecnologia, China, Huawei, smartphone, celular
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar