03:27 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2110
    Nos siga no

    Os "diabos de poeira" não são um fenômeno raro na superfície de Marte, já que no Planeta Vermelho venta muito e há muita poeira. Redemoinhos de poeira desaparecem tão rápido como aparecem, sendo difícil captar o fenômeno em Marte.

    O Orbitador de Reconhecimento de Marte (MRO, na sigla em inglês) conseguiu fotografar um massivo "diabo de poeira" graças a uma potente câmera do Experimento Científico de Imagens de Alta Resolução (HiRISE, na sigla em inglês), que registra Marte em imagens desde 2006, escreve o portal Science Alert.

    O mais recente diabo de poeira formado na superfície de Marte
    O mais recente "diabo de poeira" formado na superfície de Marte

    Pesquisadores da Universidade do Arizona publicaram informações mais detalhadas deste "diabo de poeira" que se originou recentemente nas planícies vulcânicas da Elysium Planitia, região de Marte localizada próximo ao equador.

    Redemoinho de poeira registrado em superfície de Marte em 2012 de 20 quilômetros de altura
    Redemoinho de poeira registrado em superfície de Marte em 2012 de 20 quilômetros de altura

    De acordo com a equipe da HiRISE, este fenômeno raro de 50 metros de diâmetro e 650 metros de altura não foi o maior registrado, pois em março de 2012 surgiu uma foto de um redemoinho de poeira de impressionantes 20 quilômetros de altura e apenas 70 metros de diâmetro.

    Mais:

    Rover da NASA é armado com laser que vaporiza rocha para buscar vida em Marte
    Água em Marte? Sombras podem gerar bacias salinas momentâneas
    Tags:
    poeira, redemoinhos, NASA, Planeta Vermelho, superfície, Marte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar