15:05 01 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    130
    Nos siga no

    Iceberg de aproximadamente 300 quilômetros quadrados se destaca de geleira na Antártica, segundo imagens de satélite da Agência Espacial Europeia.

    Agência Espacial Europeia (ESA na sigla em inglês) publicou imagens de satélite impressionantes tiradas nesta terça-feira (11) durante a missão Copernicus Sentinel-2. As fotos mostram fragmentos de um imponente iceberg que se separou do glaciar de Pine Island no oeste da Antártica, o continente mais austral do planeta.

    Copernicus Sentinel-2 revela a consequência do recente evento de fragmentação do glaciar de Pine Island: um iceberg de 300 quilômetros quadrados se soltou da parte frontal do glaciar e rapidamente partiu-se em pedaços.

    A fragmentação anterior aconteceu em 2018.

    A superfície deste iceberg é de aproximadamente 300 quilômetros quadrados, quase tão grande quanto a capital paranaense Curitiba.

    "Aquilo que vocês veem é tanto belo quanto assustador", comentou ao canal CNN Mark Drinkwater, membro da missão da ESA Copernicus Sentinel-2. Para o cientista, as imagens ilustram que o glaciar de Pine Island "respondeu radicalmente à mudança climática".

    Segundo as informações da missão Copernicus, as fissuras começaram a ficar cada vez maiores há alguns dias. "O glaciar estava perdendo gelo dramaticamente e encarou várias fragmentações ao longo dos últimos 25 anos."

    Mais:

    Rachaduras quilométricas podem desprender iceberg gigantesco em geleira na Antártica (VÍDEO)
    Aquecimento global poderia provocar naufrágios tipo Titanic na Antártica
    'Bomba' climática gigante é detectada no mar Vermelho
    Tags:
    Aquecimento global, Antártica, geleira, iceberg
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar