17:04 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    180
    Nos siga no

    A gigante aeronáutica europeia exibiu o seu novo modelo de avião, que promete melhorar o consumo de combustível e o sistema de propulsão, entre outras novidades.

    Na feira aeroespacial Singapore Airshow 2020, o gigante aeronáutico europeu Airbus apresentou um demonstrador tecnológico à escala de suas futuras aeronaves MAVERIC, concebidas sob a forma de asa triangular.

    Com 2 metros de comprimento por 3,2 metros de largura, e com uma superfície de aproximadamente 2,25 m², o Modelo de Aeronave para Validação e Experimentação de Controles Inovadores Robustos (MAVERIC, na sigla em inglês) representa "um projeto aeronáutico disruptivo, que tem o potencial de reduzir o consumo de combustível em cerca de 20% em comparação com as atuais aeronaves de fuselagem sustentante", destaca a empresa em um comunicado de imprensa.

    No Salão Aéreo de Singapura, a Airbus revela seu MAVERIC (Model Aircraft for Validation and Experimentation of Robust Innovative Controls), um protótipo em pequena escala de um avião comercial com fuselagem sustentante.

    O comunicado de imprensa também aponta que a asa integrada abre novas perspectivas em termos de sistemas de propulsão, assim como a cabine versátil, que permite uma experiência totalmente nova para os passageiros a bordo.

    "Embora não haja uma data específica para a entrada em serviço, este protótipo tecnológico pode ser fundamental para conseguir uma mudança na arquitetura das aeronaves comerciais rumo a um futuro ambientalmente sustentável para a indústria da aviação", diz Jean-Brice Dumont, vice-presidente executivo de engenharia da Airbus.

    Lançado em 2017, o MAVERIC fez o primeiro voo em junho de 2019. Desde então, os testes de voo têm continuado, e se prolongarão até ao final do segundo trimestre de 2020.

    Mais:

    OMC aprova autorização de sanções dos EUA contra UE em litígio relativo à Airbus
    Linha aérea australiana abre mão à Boeing e escolhe Airbus para voos mais longos do mundo
    Airbus reassume liderança mundial após fiasco do 737 MAX da Boeing
    Tags:
    Airbus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar