22:58 10 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    150
    Nos siga no

    Arqueólogos encontraram uma caverna com restos mortais de pessoas brutalmente assassinadas há cerca de 7,3 mil anos nos Pirineus espanhóis, publicou a revista Nature.

    A descoberta foi feita em uma caverna chamada Els Trocs, na província espanhola de Huesca. No total, os cientistas encontraram os restos mortais de 13 pessoas, que foram assassinadas com uma diferença de cerca de mil anos, explica a publicação.

    Os pesquisadores examinaram os restos mortais de um grupo de nove pessoas, incluindo cinco adultos e quatro crianças, que morreram antes dos outros. A datação por radiocarbono mostrou que sua morte ocorreu entre 5.325 e 5.067 a.C.

    Especialistas encontraram vestígios de flechas e traumas por golpes nos restos mortais, o que permitiu concluir que as pessoas foram massacradas.

    ​Violência e morte no período Neolítico: um massacre na Caverna de Els Trocs há 7.300 anos

    Os arqueólogos sugeriram que a causa da morte do grupo foi possivelmente desencadeada pela xenofobia ou por disputas massivas sobre recursos ou privilégios.

    O relatório afirma que o massacre de Els Trocs não tem análogos arqueológicos, nem na Espanha nem no resto da Europa.

    Mais:

    'Marcas de bruxas' são descobertas em caverna de 60 mil anos no Reino Unido (FOTO, VÍDEO)
    Esqueleto descoberto em caverna submersa do México revela misterioso crime (FOTO)
    Caverna com pinturas rupestres é descoberta por acidente no Egito (FOTOS)
    Tags:
    caverna, Espanha, restos mortais, massacre
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar