17:27 07 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 0
    Nos siga no

    Um satélite inspetor militar russo Cosmos-2542 se aproximou do satélite espião estadunidense USA-245, afirma mídia.

    De acordo com a edição The Drive, o satélite inspetor russo sincronizou sua órbita com a do satélite estadunidense e se posicionou a uma distância de 150 a 300 quilômetros.

    A edição cita o tweet de um estudante de graduação da Universidade de Purdue, Indiana, EUA, Michael Thompson, especializado na área de astrodinâmica, que tirou suas conclusões após o estudo dos dados públicos do Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte.

    Algo para ver potencialmente: Cosmos 2542, um satélite de inspeção russo, sincronizou recentemente sua órbita com o USA 245, um KH11 do NRO.

    Segundo a edição, a aparência do USA-245 é conhecida e por isso o satélite russo não está interessado em tirar a foto desse aparelho. A edição supõe que o satélite inspetor possa testar meios de influência à distância sobre o primeiro.

    A edição explica que na órbita terrestre baixa, além de impacto cinético e ação robótica, podem ser usados meios químicos, eletrônicos, de micro-ondas e de laser para suprimir os aparelhos espaciais do inimigo.

    Em agosto de 2019 o Ministério de Defesa da Rússia afirmou que o Cosmos-2535 e o Cosmos-2536 estavam passando com sucesso por testes.

    O Cosmos-2542 foi lançado desde o Cosmódromo de Plesetsk, em novembro de 2019, a bordo do foguete-lançador Soyuz-2. Os propósitos do aparelho são o monitoramento do estado dos satélites russos e a captura de fotos da superfície da Terra.

    O USA-245 pertence à série de aparelhos espaciais estadunidenses KH-11 Kennen e foi lançado desde a base da Força Aérea de Vandenberg, Califórnia, EUA, em agosto de 2013 no veículo de lançamento Delta IV Heavy.

    Mais:

    Irã prepara lançamento de satélite, mas EUA suspeitam se tratar de mísseis balísticos
    Vem à tona FOTO de 'satélite alienígena' sobrevoando Terra
    Espaçonave de carga estadunidense Dragon chega à EEI (VÍDEO)
    Tags:
    Rússia, EUA, sistema de satélites, satélite militar, satélite espião, satélite