15:52 18 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    130
    Nos siga no

    Arqueólogos encontraram os fundamentos de uma casa pré-hispânica na Cidade do México. A construção remete ao século XIV.

    Arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México revelaram ao mundo fundamentos de uma casa pré-hispânica no bairro de Azcapotzalco, na Cidade do México, revela um comunicado do INAH. 

    Embora no momento da conquista espanhola o local pertencesse à civilização asteca, eles conquistaram-na dos tepanecas em 1428, dividindo-a na época em dois povoados autônomos, Mexicapan e Tepanecapan.

    Dentro da cidade-estado Mexicapan, a equipe arqueológica do INAH, liderada por Nancy Domínguez Rosas, encontrou o que sobrou da casa e utensílios a uma profundidade de 1,2 a 2 metros. Os arqueólogos creem que o edifício foi construído em duas fases, a primeira entre 1350 e 1519 d.C., mas o período da segunda ainda não foi determinado. Os restos do muro apresentavam sinais de danos de construções mais recentes.

    Os fundamentos medem oito metros de comprimento e seis metros de largura, uma das maiores extensões na antiga cidade, enquanto os restos das paredes de pedra no perímetro da plataforma (chamada de "doméstica" pelos arqueólogos) medem entre 50 e 70 centímetros.

    A equipe de Nancy Domínguez Rosas concluiu que a casa fazia parte de um bairro nobre, pois encontrou outras estruturas residenciais, todas feitas com material de alta qualidade, com uma delas medindo 1,72 por 1,75 metros.

    Mais descobertas

    Há evidências de jardins flutuantes (ou chinampas) e cemitérios no local, segundo revelado pelas pesquisas. Os arqueólogos também encontraram vasos, pratos e diversos utensílios.

    "Encontramos alguns fragmentos de material cerâmico, vasos e outros pratos que foram utilizados na vida doméstica dos habitantes desta sociedade.

    Também encontramos alguns fragmentos de figuras de barro, encontramos ferramentas de pedra ou osso que eram utilizadas na vida cotidiana", comentou Nancy Domínguez Rosas.

    As informações fornecidas pela pesquisa permitirão uma melhor compreensão do "modo de vida" dos habitantes de Mexicapan, disse Domínguez.

    "A informação nos ajuda a reconstruir gradualmente o quebra-cabeças da configuração urbana de Azcapotzalco na era pré-hispânica", disse a arqueóloga.

    Os funcionários municipais de Azcapotzalco estão colaborando com os cientistas, trabalhando para evitar que os restos arqueológicos sejam danificados. Após o fim da investigação, o local será coberto com geotêxtil, solo e calcário para evitar sua deterioração.

    Mais:

    Família encontra fóssil de mamífero gigante em praia na Argentina (FOTOS)
    Atlântida encontrada? Cidade perdida subaquática teria afundado perto do Reino Unido
    Formações de raro mineral 'marciano' são encontradas nos EUA
    Tags:
    arqueologia, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar