05:18 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    131
    Nos siga no

    Cientistas de diversas universidades do mundo elaboram estudo que equipara o ritmo de aquecimento dos oceanos à explosão de cinco bombas atômicas de Hiroshima por segundo.

    Ainda de acordo com os cientistas, nos últimos 10 anos os oceanos registraramm temperaturas recordes, sendo que a zona com maior aquecimento está compreendida entre a superfície e os 2.000 metros de profundidade dos oceanos.

    O estudo, conduzido por uma equipe internacional de 14 cientistas de 11 universidades de todo o mundo, também concluiu que os últimos dez anos foram os mais quentes registrados nos oceanos, com os últimos cinco anos detendo o maior recorde.

    Conforme publicou o portal científico Eurekalert, a temperatura da porção oceânica do planeta em 2019 foi cerca de 0,075 graus Celsius maior do que o período entre 1981 e 2010. Para atingir tal ponto, os oceanos receberam 228 sextilhões de joules.

    "A quantidade de calor que colocamos nos oceanos do mundo nos últimos 25 anos equivale a 3,6 bilhões de explosões de bombas atômicas de Hiroshima", declarou o pesquisador da Academia de Ciências Chinesa, Lijing Cheng, ao portal.

    Tendo em consideração tal fato, o aquecimento dos oceanos é equivalente a cinco bombas de Hiroshima explodindo a cada segundo.

    Causa humana

    Ainda de acordo com os cientistas, a razão deste aumento exponencial seria a emissão de gases que retêm o calor na atmosfera.

    Por sua vez, Cheng alertou sobre as consequências da continuação da subida da temperatura média dos oceanos.

    "O preço que pagamos é a redução de oxigênio liberado no oceano, as vidas marinhas lesadas, o aumento das tormentas e a redução da pesca e das atividades relacionadas ao oceano", acrescentou.

    Mais:

    'Aquecimento global é real': Merkel pede novos hábitos em mensagem de Ano Novo
    Alerta climático? Aquecimento estratosférico repentino na Antártica poderia afetar Austrália
    Como colisão de asteroides há 470 milhões de anos poderia conter aquecimento global?
    Tags:
    mudança climática, Bomba de Hiroshima, temperatura do oceano, oceano, aquecimento global
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar