01:52 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    270
    Nos siga no

    O Modelo Magnético Mundial está sofrendo atualizações frequentes porque o norte magnético está se afastando cada vez mais para a Sibéria, fora do seu "local histórico", desde pelo menos o séc. XVI.

    No início deste mês, o Serviço Geológico Britânico (BGS, na sigla em inglês) e os Centros Nacionais de Informação Ambiental dos EUA divulgaram mais uma atualização do Modelo Magnético Mundial, prevendo que o polo magnético continuará seu rumo em direção à Sibéria a uma velocidade de cerca de 40 quilômetros por ano.

    Modelo Magnético Mundial 2020
    © Foto / NOAA NCEI
    Modelo Magnético Mundial 2020

    O geofísico e especialista em geomagnetismo do BGS Dr. Ciarán Beggan prevê que as bússolas começarão a apontar para leste do Polo Norte geográfico dentro dos próximos vinte anos.

    "Até 2040, todas as bússolas provavelmente apontarão para leste do norte verdadeiro", disse o cientista, que desempenhou um papel na criação do Modelo Magnético Mundial atualizado, falando para o portal Business Insider. 

    Adaptação forçada

    Usado por tudo, desde aplicativos de bússolas em smartphones até GPS e sistemas de transmissão de telecomunicações, o Modelo Magnético Mundial teve duas atualizações no ano passado, com os cientistas substituindo o modelo de 2015 mais cedo do que o previsto, depois que eles calcularam que estava se tornando tão impreciso que poderia causar erros de navegação.

    O campo magnético da Terra funciona como um escudo, protegendo o planeta da radiação cósmica e das partículas carregadas que correm na nossa direção com ventos solares
    O campo magnético da Terra funciona como um escudo, protegendo o planeta da radiação cósmica e das partículas carregadas que correm na nossa direção com ventos solares

    Comentando a última atualização de dezembro de 2019 do Modelo Magnético Mundial, Beggan explicou que embora "o norte magnético tenha passado os últimos 350 anos vagando pela mesma parte do Canadá", a partir da década de 1980 "a velocidade do seu movimento saltou de 10 quilômetros por ano para 50 quilômetros".

    Além disso, foi também nessa época que o polo norte magnético começou a sair da área em redor das ilhas do norte do Canadá para norte, em direção ao norte do Ártico e mais além, em direção à Rússia.

    Mapa global de declinação e das localizações dos polos magnéticos para 2020
    © Foto / NOAA NCEI/CIRES
    Mapa global de declinação e das localizações dos polos magnéticos para 2020

    Em setembro, o norte magnético passou a 390 km do norte verdadeiro (ou seja, o ponto na Terra onde as linhas de longitude convergem no norte) e cruzou o meridiano de Greenwich. Tal posicionamento do norte magnético nunca foi observado desde que os geógrafos começaram rastreando o norte geomagnético no século XVI.

    Beggan confirmou que os militares dos EUA influenciaram a decisão do BGS e dos seus homólogos americanos de lançar uma "atualização" antecipada do modelo de 2015 em fevereiro passado, embora a atualização de 2015 devesse durar até 2020.

    "Perguntamos ao Departamento da Defesa dos EUA se eles queriam uma 'atualização antecipada' e eles disseram que sim", lembrou ele. O Ministério da Defesa do Reino Unido aparentemente "não se importava com qual seria a decisão", segundo o cientista.

    Magma quente líquido

    Os cientistas ainda não têm certeza do que está causando o movimento do polo norte magnético em direção à Sibéria nas últimas décadas, embora se acredite que isto esteja relacionado com a agitação do níquel e ferro líquido no núcleo externo do planeta, cerca de 2.900 km abaixo da superfície, e com as enormes correntes eléctricas que isso cria.

    Núcleo da Terra (imagem ilustrativa)
    © CC BY-SA 3.0 / SoylentGreen /
    Núcleo da Terra (imagem ilustrativa)

    Esta ausência de certeza, e a total falta de capacidade humana para controlar o processo, significa que, embora se preveja que o norte geomagnético continue seu movimento em direção ao leste, ele poderia facilmente parar, ou mesmo inverter o curso em algum momento no futuro.

    Polo sul magnético da Terra está em movimento, atualmente seguindo em direção à Austrália a 15 quilômetros cada ano e já está fora da calota de gelo da Antártica. Estes pontos são localizações medidas ao longo das últimas várias centenas de anos! Obrigado NOAA pelo mapa.

    Curiosamente, observou Beggan, quando comparado ao seu homólogo do norte, o polo sul magnético tem permanecido comparativamente dócil, se mantendo em uma área ao sul da Austrália já por mais de 100 anos.

    Mais:

    No tribunal e no espaço: novos sensores magnéticos aumentam nível de proteção
    NASA detecta novo tipo de explosão magnética no Sol (VÍDEO)
    Cientistas acreditam que no núcleo da Terra está nevando 'ferro'
    Tags:
    Sibéria, Rússia, campo magnético, Polo Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar