17:21 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    221
    Nos siga no

    A preocupação está relacionada com o fato de que um astronauta pode voar para Marte apenas uma única vez, devido às doses admissíveis de radiação.

    "É possível voar para Marte apenas uma vez na vida", afirmou Vyacheslav Shurshakov, do Instituto de Problemas Médico-Biológicos da Rússia e dirigente do laboratório de segurança radiológica de voos espaciais.

    O cientista também explicou que na Terra, uma pessoa recebe uma dose anual de radiação de um milisievert (mSv), enquanto um astronauta da EEI recebe 220 mSv.

    "As doses para os trabalhadores de uma usina nuclear são de 20 mSv ao ano, enquanto para os liquidatários de acidentes nas usinas nucleares são de 200mSv, ou seja, um cosmonauta que retorna de um voo após um ano na EEI recebe a mesma dose", cita.

    Rachas e covas no Hemisfério Sul de Marte
    Rachas e covas no Hemisfério Sul de Marte

    As doses de radiação sofrida pelos astronautas dependem de diversos fatores, como o ciclo solar, a blindagem da aeronave, meios de proteção pessoal e a presença de um refúgio radiológico.

    "Em uma viagem para Marte, um astronauta sofreria uma radiação de 1 sievert, e isto com todas as tecnologias espaciais modernas, mas sem levar em conta o efeito ainda inexplicável das partículas pesadas carregadas sobre o corpo", explicou o especialista.

    Ele também ressalta que um cosmonauta pode permanecer na Estação Espacial Internacional (EEI) no máximo por quatro anos, ou 1.460 dias.

    "Um cosmonauta pode passar quatro anos na EEI levando em conta as possíveis erupções solares, os voos na zona de anomalia do Atlântico Sul e os exames médicos com raios X na Terra", ressaltou.

    O cosmonauta russo Gennady Padalka é o recordista de permanência no espaço, onde ficou por 878 dias.

    Mais:

    Nascer do sol em Marte: confira FOTO registrada pela sonda Curiosity da NASA
    NASA mostra movimento de nuvens em Marte
    Tempestades de poeira estariam criando 'elevadores espaciais' em Marte
    Tags:
    astronauta, estudo, radiação, alerta, Marte, planetas, planeta
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar