05:46 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    6192
    Nos siga no

    O DNA extraído de uma goma de mascar, encontrada no sítio de Syltholm, no sul da Dinamarca, permitiu reconstruir o aspecto físico da mulher que a mastigou 5.700 anos atrás.

    Na terça-feira (17), o antropólogo dinamarquês Hannes Schroeder afirmou à revista do Instituto Smithsonian que foram reconstruídas as caraterísticas físicas de uma mulher que viveu 5.700 anos atrás.

    'Combinação surpreendente'

    Após terem analisado o material genético, os investigadores detectaram que se tratava de uma mulher da aparência incomum na Europa durante a maior parte do período posterior.

    "Determinamos que ela tinha a surpreendente combinação de pele escura, cabelo escuro e olhos azuis", afirmou Hannes Schroeder.

    Incrível!

    A primeira goma de mascar do mundo foi descoberta por cientistas. Foi cuspida por uma menina (com cabelo escuro e olhos azuis) que viveu no sul da Dinamarca – 5.700 anos atrás. O equivalente pré-histórico da Wrigley's hortelã – continha seu DNA.

    Segundo o cientista, as caraterísticas, que são incomuns atualmente, "aparentemente eram muito comuns" durante o período mesolítico.

    "Os europeus agora têm uma cor de pele mais clara, mas aparentemente não era o caso 5.000 ou 10.000 anos atrás", explicou Schroeder.

    Assim, a mulher que habitava na Dinamarca 5.700 anos atrás pertencia à continuidade genética comum para a Europa paleolítica e mesolítica, que foi deslocada ou assimilada, no início do Neolítico, pelos primeiros agricultores procedentes do Oriente Médio.

    Provavelmente a mulher cuja aparência foi reconstruída era uma caçadora-coletora, já que a goma contém DNA de um pato e de uma avelã.

    "Supostamente esse foi o momento em que a agricultura já tinha chegado e os estilos de vida mudaram, mas não encontramos rastros de ascendência de agricultores no seu genoma", disse Hannes Schroeder.

    O cientista explicou que é possível que 5.700 anos atrás a mulher dinamarquesa ainda pertencesse aos caçadores-coletores, enquanto nas outras partes da Europa (Alemanha) já havia povoações agrícolas.

    Mais:

    Fenômeno raro: inúmeras bolas de gelo 'invadem' praia na Finlândia (FOTO, VÍDEO)
    Fenômeno das 'pedras que andam' em vale da Califórnia já existiria há 200 milhões de anos (FOTO)
    Britânico descobre acidentalmente fósseis de 'ictiossauro' de 65 milhões de anos (FOTOS)
    Tags:
    antropologia, aparência, Dinamarca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar