07:06 03 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    170
    Nos siga no

    A diretora de advocacia da divisão de armamentos da ONG Human Rights Watch (HRW), Mary Wareham, acredita que o uso de armamento autônomo representauma "uma das maiores ameaças para a humanidade" no mundo de hoje.

    Robôs assassinos poderiam aniquilar enorme quantidade de pessoas em ataques sem justificação, avisou a especialista.

    Wareham advertiu sobre o risco de uso de inteligência artificial (IA) no campo de batalha, e criticou as principais nações do mundo por não terem conseguido resolver este problema, destacando como uma das principais preocupações o risco de robôs assassinos aniquilarem seus alvos sem qualquer responsabilização, destaca tabloide Daily Star.

    Em uma carta aberta, publicada pela HRW, ela escreveu: "As grandes potências militares estão competindo para adotar armas que escolhem e disparam contra alvos sem controle humano significativo. Esta questão está levantando o espectro de sistemas de armamento imorais, não responsabilizáveis, largamente descontroláveis – os robôs assassinos. Isso também está gerando medos de proliferação em ampla escala e de corridas armamentistas levando à instabilidade global e regional", alerta a especialista da Human Rights Watch.

    Anteriormente neste mês, o secretário-geral da ONU, António Guterres, havia apelado em Paris para adoção de um novo tratado internacional que proíba o uso de robôs assassinos, afirmando que "máquinas que têm o poder e liberdade para matar sem intervenção humana são politicamente inaceitáveis e moralmente desprezíveis".

    Uma coalizão de organizações não governamentais (ONG) chamada Campanha para Parar Robôs Assassinos apela a um tratado global que proíba completamente o uso de armas totalmente autônomas.

    Mais:

    Pentágono lança guia para uso ético de inteligência artificial no setor militar
    Irá a inteligência artificial sobre-humana acabar com a humanidade ou conduzir à imortalidade?
    Erro irreversível: quais os riscos da inteligência artificial ligada ao arsenal nuclear?
    Tags:
    ONU, António Guterres, Human Right Watch, humanidade, armamento, robôs militares, inteligência artificial
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar