13:43 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Tubarão-branco (imagem referencial)

    Fim dos ataques de tubarão? Criado tecido resistente a mordidas mais vorazes

    © Depositphotos / Peternile
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    Cientistas criam tecido que será mais resistente a ataques de tubarões-brancos, a espécie mais mortífera entre os tubarões.

    Uma equipe de pesquisadores da Universidade Flinders, Austrália, desenvolveu um tecido capaz de minimizar o efeito das mordidas e reduzir a perda de sangue em caso de ataque de um tubarão, segundo o portal EurekAlert!, que publicou a novidade na segunda-feira (18).

    Durante o estudo, cientistas australianos testaram duas amostras do material protetor, reforçado com polietileno com alto nível de resistência a abrasão e impacto, conhecido como UHMWPE, e o compararam com os trajes tradicionais de neoprene.

    "Nossos resultados mostraram que ambos os materiais que testamos podem fornecer alguma proteção contra mordidas", explicou o pesquisador-chefe Charlie Huveneers, que acrescentou que sua equipe apostou em "testar o tecido em tubarões-brancos, pois esta é a espécie responsável pelo maior número de mortes".

    Os autores do estudo observaram que o novo material se mostrou mais resistente a "picadas, cortes e mordidas de tubarões" do que o neoprene padrão normalmente usado por mergulhadores e surfistas.

    Ao mesmo tempo, eles admitiram que mais testes são necessários para "determinar a magnitude dos danos ao corpo humano".

    Austrália, EUA e África do Sul lideram o ranking de países com o maior número de ataques de tubarões. A cidade de New Smyrna, no estado da Flórida, EUA, tem sido o lugar com o maior número de ataques de tubarões.

    Mais:

    Pequeno peixe é flagrado comendo dentro da boca de tubarão (VÍDEO)
    Tubarão deixa pescadores em alerta em praia da Venezuela (VÍDEOS)
    Que dor: tubarão-branco é flagrado com dente 'pulando' da boca (VÍDEO)
    Tags:
    surfistas, mergulhadores, mordida, tecido, tubarão, ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar