02:46 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    271
    Nos siga no

    O objetivo do país asiático é realizar uma exploração detalhada da superfície do Planeta Vermelho em 2020.

    A Administração Espacial Nacional da China (AENC) completou com sucesso na quinta-feira (14) o teste de pouso da sua futura missão de exploração não tripulada a Marte, agendada para o próximo ano. O teste foi realizado em um local especial no condado de Huailai, localizado a noroeste de Pequim.

    Módulo de pouso sendo erguido do solo em teste para pairar, evitar obstáculos e desacelerar em uma instalação em Huailai, na província chinesa de Hebei, 14 de novembro de 2019
    © AP Photo / Andy Wong
    Módulo de pouso sendo erguido do solo em teste para pairar, evitar obstáculos e desacelerar em uma instalação em Huailai, na província chinesa de Hebei, 14 de novembro de 2019
    O dispositivo espacial foi colocado em condições atmosféricas que simulavam as do Planeta Vermelho, onde a força gravitacional (3.711 metros por segundo ao quadrado) é de menos de metade da gravidade da Terra (9.807 metros por segundo ao quadrado).

    O evento contou com a presença do diretor da AENC, Zhang Kejian, que fez um discurso no qual destacou que a agência promove ativamente a cooperação internacional no domínio do espaço, contando já com mais de 140 protocolos de cooperação espacial com 45 países e organizações internacionais.

    Módulo de pouso no solo antes de ser erguido para um teste para pairar, evitar obstáculos e desacelerar em uma instalação em Huailai, na província chinesa de Hebei, 14 de novembro de 2019
    © AP Photo / Andy Wong
    Módulo de pouso no solo antes de ser erguido para um teste para pairar, evitar obstáculos e desacelerar em uma instalação em Huailai, na província chinesa de Hebei, 14 de novembro de 2019

    A agência espacial chinesa também convidou para o evento diplomatas e jornalistas de veículos de comunicação nacionais e estrangeiros, representantes de sindicatos políticos e organizações internacionais, incluindo a União Africana, a União Europeia e a Organização de Cooperação Espacial Ásia-Pacífico.

    Além do pouso, a China planeja lançar um rover para Marte em 2020 para explorar detalhadamente áreas-chave da superfície do planeta.

    Mais:

    Viagem a Marte: Elon Musk mostra detalhes de sua espaçonave Starship (FOTOS, VÍDEO)
    Sonda da NASA encontra obstáculo e retrocede das profundezas de Marte (VÍDEO)
    Sinais de vida alienígena? Rover da NASA descobre antigo oásis em Marte (FOTOS)
    Tags:
    módulo, Marte, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar