15:49 07 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2101
    Nos siga no

    Um gigantesco asteroide, duas vezes maior do que a torre do Big Ben em Londres, se aproximou perigosamente da Terra no dia 13 de novembro, conforme relatado pela NASA.

    O asteroide, identificado como UN12, que tinha 240 metros de comprimento e se movia trinta vezes mais rápido que uma bala, passou a 1,448 milhão de quilômetros da Terra às 22h41. Porém, em termos espaciais, esta é uma distância pequena.

    Além do UN12, também se esperava a passagem de outros dois corpos celestes próximo à Terra em 13 de novembro. Um deles, o 2019 UH1 media 88 metros, passando pela Terra a 30 mil quilômetros por hora.

    Ainda que estes corpos celestes tenham tamanhos de destaque, nenhum representou um verdadeiro risco ao planeta. A NASA considera que todos os asteroides que passam próximo ao planeta são NEO e, de acordo com estimativas recentes, existem ao todo 18 mil NEO. A agência espacial norte-americana monitora todos estes objetos, avaliando qualquer risco potencial. O que podemos dizer é que muito provavelmente nenhum objeto se chocará com a Terra nas próximas centenas de anos, afirmou a agência.

    Asteroide aproxima-se da Terra
    © Foto / Agência Espacial Europeia
    Asteroide aproxima-se da Terra

    No entanto, a Agência Espacial Europeia detectou um asteroide que pode se chocar com a Terra no final do século XXI. Identificado como 2019 SU3, ele está na quarta posição entre os corpos celestes que oferecem maior risco, podendo se chocar com o planeta em 16 de dezembro de 2084.

    Em junho, a agência espacial NASA revelou um plano de 20 páginas sobre como lidar com Objetos Próximos à Terra (NEO, na sigla em inglês). Uma recente pesquisa de opinião revelou que norte-americanos preferem que a NASA se concentre mais em objetos espaciais perigosos do que em enviar humanos a Lua e Marte.

    Mais:

    Asteroide gigante se aproxima da Terra causando ameaça potencial para fim de 2019
    Terça-feira caótica? NASA revela aproximação inédita de asteroide gigante
    Asteroide de 650 metros de diâmetro pode vir a se aproximar da Terra como nunca antes
    Tags:
    terra, NASA, asteroide
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar