18:22 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Galáxia espiral NGC 7714 e NGC 7715 a 100 milhões de anos da Terra

    Quatro aglomerados galácticos estão colidindo e podem formar maior objeto do Universo (FOTO)

    © Foto/ NASA e ESA, A. Gal-Yam (Instituto de Ciência Weizmann)
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    240
    Nos siga no

    Os astrônomos da NASA mostraram um raro evento de colisão de quatro aglomerados de galáxias que formará um "mega-cluster" e será "um dos objetos mais massivos do Universo", informou na quinta-feira (24) o observatório Chandra.

    O Observatório de raios-X Chandra, um dos telescópios espaciais da NASA, detectou um raro fenômeno no sistema Abell 1758, localizado a 3.000 milhões de anos-luz da Terra.

    Na imagem é possível ver como dois aglomerados galácticos se dirigem um para o outro.

    Colisão entre quatro aglomerados de galáxias no sistema Abell 1758
    Colisão entre quatro aglomerados de galáxias no sistema Abell 1758

    Os aglomerados que se podem ver na parte superior da imagem estariam se movendo a uma velocidade de entre três e cinco quilômetros por hora, segundo os dados coletados pelo telescópio Chandra.

    As informações recebidas do observatório permitiram detalhar que os aglomerados galácticos representam conjuntos de centenas ou, em alguns casos, até milhares de galáxias, que também contêm uma grande quantidade de matéria obscura invisível e gás quente. Estas estruturas gigantes se mantêm unidas por causa da gravidade.

    Mais:

    Alerta de asteroides: 4 rochas espaciais passam perto da Terra hoje, adverte NASA
    NASA investe US$ 100 milhões para procurar evidências de inteligência extraterreste
    NASA apresenta novo rover para buscar água na Lua (VÍDEO)
    Tags:
    Observatório, raios, Universo, colisão, galáxias
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar