11:45 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Imagem artística de exoplaneta extremamente quente

    Planetas poderão ser 'vistos' por dentro através de radiotelescópio

    © flickr.com / NASA/ Blueshift
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    130
    Nos siga no

    O novo radiotelescópio New Extension in Nançay Upgrading LOFAR, ou NenuFAR, poderá mostrar o que acontece "dentro" de um exoplaneta.

    Ele foi oficialmente inaugurado na semana passada e fará parte do Low Frequency Array (LOFAR). O NenuFAR também ajudará na busca do LOFAR por sinais das primeiras estrelas do Universo primitivo.

    Com isso, o instrumento poderá revelar se o planeta observado possui algum núcleo metálico líquido e agitado, como o da Terra, segundo o portal ScienceMag.

    "É uma pesquisa sobre a estrutura interna, que não temos outra maneira de obter agora", afirmou a astrofísica Evgenya Shkolnik, da Universidade Estadual do Arizona.

    Dessa forma, o instrumento pode ajudar os cientistas a compreender a formação dos planetas. Além disso, ele também poderá dar pistas sobre a capacidade de abrigar vida, já que os campos magnéticos são de grande importância para os seres vivos.

    Europa, uma lua de Júpiter
    Europa, uma lua de Júpiter

    O NenuFAR já estava coletando dados desde julho, quando estava operando com 60% de suas antenas.

    Apesar das qualidades do instrumento, ele não poderá encontrar e conhecer o interior de planetas parecidos com a Terra, ou planetas que possam abrigar vida, pois sua detecção será limitada à detecção de sinais emitidos por exoplanetas do tipo Júpiteres quentes, que são improváveis de sustentar vida.

    Mais:

    Vênus foi habitável? Estudo indica que devastação transformou planeta em 'estufa infernal'
    Nova hipótese sugere que Planeta X pode ser buraco negro do tamanho de bola de boliche
    VÍDEO mostra planeta gigante orbitando estrela anã vermelha
    Tags:
    Júpiter, telescópio, vida extraterrestre, formação, exoplanetas, exoplaneta, planetas, planeta
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar