06:01 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Exoplaneta (apresentação artística)

    Exoplaneta gigante é detectado em órbita incomum, aponta estudo

    CC0 / skeeze / Exoplaneta
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    3100
    Nos siga no

    Um exoplaneta recém-descoberto apresenta uma órbita excêntrica, diferente de qualquer planeta em nosso Sistema Solar.

    Os astrônomos descobriram um exoplaneta, ou seja, um planeta fora de nosso Sistema Solar, com uma massa três vezes maior que a de Júpiter, girando em uma órbita excêntrica de forma oval em torno de sua estrela, segundo o relatório publicado pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech, na sigla em inglês).

    "Este planeta é diferente dos planetas do nosso Sistema Solar, mas, mais do que isso, é diferente de quaisquer outros exoplanetas que tenhamos descoberto até agora", afirmou Sarah Blunt, autora do estudo.

    O corpo celeste, conhecido como HR 5183 b, além de ser gigantesco, a maior parte de sua órbita está afastada de sua estrela-mãe, ao contrário dos planetas do nosso Sistema Solar.

    Ele se aproxima brevemente da estrela, em um movimento de "estilingue" e depois volta para "os arredores" de seu sistema planetário. Todo o período de sua órbita é estimado entre 45 e 100 anos terrestres.

    "Este planeta passa a maior parte de seu tempo na parte externa do sistema planetário de sua estrela, nesta órbita excêntrica, depois ele começa a acelerar como um estilingue em torno de sua estrela", ressaltou Andrew W. Howard, professor de astronomia da Caltech.

    "Detectamos esse movimento de estilingue. Vimos o planeta entrar e agora está saindo. Isso gera uma assinatura tão distinta que podemos ter a certeza de que se trata de um planeta real, apesar de não observarmos uma órbita completa", afirmou.

    Os planetas costumam adotar uma órbita aproximadamente circular e, para um planeta ter uma órbita excêntrica como o HR 5183 b, é possível que algo catastrófico tenha ocorrido. O cenário mais plausível seria uma colisão com outro planeta de massa comparável.

    "Este planeta recém-descoberto teria entrado como uma espécie de bola de demolição", afirmou Howard, havendo suspeitas que o planeta tenha derrubado qualquer coisa que estivesse no seu caminho para fora do sistema.

    Representação artística de um exoplaneta
    Representação artística de um exoplaneta

    A descoberta ressalta o quão os outros sistemas planetários podem ser diferentes do nosso Sistema Solar.

    "[...] Este planeta recém-descoberto é outro exemplo de um sistema que não se parece com o nosso Sistema Solar, possuindo características notáveis que tornam nosso universo incrivelmente rico em sua diversidade", completou Howard.

    Mais:

    'Elo perdido' para astronomia: NASA descobre trio de exoplanetas a 73 anos-luz da Terra
    Astrônomos podem ter descoberto por que alguns exoplanetas não têm luas
    Peculiar exoplaneta com 3 sóis vermelhos é descoberto perto do Sistema Solar
    Tags:
    estrelas, sistema solar, exoplaneta, descoberta, pesquisa, estudo, astronomia, ciência
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar