05:21 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Grande Mancha Vermelha de Júpiter

    Sonda Juno tira FOTOS espetaculares da Grande Mancha Vermelha de Júpiter

    © NASA. NASA Goddard
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    192
    Nos siga no

    A sonda interplanetária Juno enviou para a Terra fotos inéditas da Grande Mancha Vermelha de Júpiter, tiradas a partir de novo ângulo. As imagens ajudarão os cientistas a entender por que a mancha está diminuindo, anunciou a NASA.

    Historiadores acreditam que a Grande Mancha Vermelha foi descoberta pelo astrônomo italiano Giovanni Cassini, cujos desenhos feitos em 1665 ilustravam a mancha.

    Mais tarde, estudiosos revelaram que a Grande Mancha é na verdade um enorme anticiclone, cujos ventos se movem a 430 km/h. Além disso, a temperatura entre pontos diferentes no seu interior varia em centenas de graus.

    Grande Mancha Vermelha de Júpiter em foco
    Grande Mancha Vermelha de Júpiter em foco

    Os astrônomos acreditam que a Grande Mancha funciona como uma bolsa de compressa, bombeando o calor do interior de Júpiter para a atmosfera. Desta forma, as temperaturas aumentam a significância predita por teoria. Tais dados foram recentemente comprovados pela Juno.

    As dimensões da Grande Mancha são medidas não em quilômetros, mas em diâmetro terrestre. A Grande Mancha é aproximadamente 1,3 vez maior do que o nosso planeta.

    Embora seja grande, no passado seu tamanho era maior, tendo sido três vezes maior do que a Terra. Ninguém ainda pode explicar por que ela diminuiu.

    Grande Mancha Vermelha de Júpiter
    Grande Mancha Vermelha de Júpiter

    Missão no espaço

    A sonda Juno estuda Júpiter desde 2015, e pode ajudar cientistas a entender a redução do tamanho da Grande Mancha assim como a estrutura do interior do planeta e de outros furacões.

    A cada dois meses, o aparelho se aproxima do planeta voando a uma pequena distância das camadas superiores da atmosfera, colhendo informações sobre o campo magnético e fazendo fotos de furacões, nuvens e acúmulos de gases.

    No final de julho, a sonda fez sua 21ª aproximação, voando a quase 43.000 km do topo das nuvens na direção do polo sul ao polo norte.

    As informções sobre o trabalho da Juno e as fotos foram publicadas pela NASA.

    Mais:

    As surpresas que julho trouxe para nós do espaço
    Israel testa no Alasca sistema capaz de derrubar mísseis no espaço (FOTOS)
    Sonda espacial Juno capta FOTOS de coluna vulcânica em lua de Júpiter
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar